Dica de Oficina

Correia Dentada: peça fundamental

Responsável por sincronizar o funcionamento das peças internas junto ao motor, a correia dentada requer alguns cuidados especiais. Vale se atentar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/01/2018 15:22 / atualizado em 29/01/2018 16:35 Gustavo Carvalho


Fábio Costa teve a correia da sua Pajero rompida, e teve que usar o freio de mão para evitar algum tipo de acidente - Thalyta Tavares / Esp. DP Fábio Costa teve a correia da sua Pajero rompida, e teve que usar o freio de mão para evitar algum tipo de acidente
 

Manter um carro com um bom funcionamento requer alguns cuidados. Por isso, ficar atento quanto ao desempenho de algumas peças é de suma importância. Responsável por sincronizar o giro do vibrabrequim junto com o comando de válvulas mantendo o carro no giro perfeito - a fim de evitar que o pistão se choque com as válvulas do carro - a correia dentada exerce um papel de extrema importância em um automóvel. E, quando não bem inspecionada, pode causar bastante prejuízo e dor de cabeça. O servidor público Alfredo Moura, 54, tem um Celta 2009/10 e passou por uma situação bastante constrangedora. Alfredo estava dirigindo em uma via quando sentiu o carro “morrendo”. “Quando vi que ia desligar, eu parei em um acostamento e decidi chamar o reboque. Só descobri que era correia dentada ao chegar na oficina. Na hora fiquei bastante preocupado”, relata.

 

O caso do engenheiro Fábio Costa, 41, foi mais alarmante. Ele tem uma Pajero TR4 2006, e conta que realizou a troca do acessório em uma oficina. Segundo ele, no ato da mudança da peça, o mecânico a tensionou demais. “Era final de tarde e estava dirigindo em uma serra, quando a correia de repente rompeu. Tive 16 válvulas do meu carro empenadas. Optei por finalizar o trajeto usando o freio de mão, com medo do que pudesse acontecer. Foi horrível”, lembra. Infelizmente não há como prever quando uma correia dentada irá quebrar. Contudo, algumas orientações podem ser seguidas a fim de evitar certos apuros. O proprietário da Biauto Peças e Serviços no Recife, Paulo Melo, informa que vários fatores influenciam na preservação do acessório. “Geralmente a troca deve ser feita entre 50 ou 60 mil quilômetros, ou no período de 3 anos. Faz-se necessário consultar sempre o manual do veículo”, alerta.

 

Especialistas indicam trocar a peça a cada 50 mil km - Mercado Livre / Reprodução da Internet Especialistas indicam trocar a peça a cada 50 mil km
 

 

Alguns sinais como ruídos vindo da frente do automóvel e superaquecimento do motor também podem indicar que está na hora de fazer a troca da correia dentada. Paulo ressalta que além de realizar o procedimento, é de extrema necessidade o condutor conhecer melhor sobre como funciona cada peça do seu automóvel, garantindo maior domínio caso aconteça algum problema posterior. “Explore mais seu carro. Tenha ciência de cada parte dele. Isso certamente influenciará no seu manuseio futuro com o veículo e no seu bolso”, finaliza.

 

 

Tags: pneu carro segurança viagem cuidados dicas pneus

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
22 de fevereiro de 2018