Manutenção

Pneus podem ter vida útil prolongada

Economizar com a troca dos itens varia de acordo com a intensidade do zelo do motorista com o automóvel

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/07/2018 11:00 / atualizado em 06/07/2018 13:16 Thainá Nogueira /Diario de Pernambuco


Evitar buracos, manter as revisões por quilometragem em dias, calibrar os pneus uma vez por semana, fazer rodízio com os itens. Pode até parecer pejorativo de tão clichê, mas essas são práticas mais do que necessárias para manter o dinheiro no bolso do motorista e evitar o gasto antecipado com a compra de pneus para o veículo. 
Fazer as manutenções em locais de confiança é dica a seguir para a saúde do bolso  - Shilton Araujo / Esp. DP Fazer as manutenções em locais de confiança é dica a seguir para a saúde do bolso
 
Em média, um pneu dura 60 mil quilômetros. Convertendo para dias, esse número pode representar três anos. No entanto, de acordo com o consultor de vendas da ProPneus, José Roberto, os pneus têm índices que suportam buracos, mas as vias não ajudam e acabam influenciando na vida útil deles. “O modo como o motorista dirige é fator decisivo para a saúde dos pneus. Evitar passar com velocidade alta em terrenos irregulares, por exemplo, evita o surgimento de bolhas, vilãs da longa vida dos itens”, afirma. 
 
Para o diretor da ProPneus, Alberto Silvestre, o fator que é mais recorrente é que alguns motoristas esquecem da importância do cuidado com o item. “Tem gente que deixa o pneu ficar extremamente desgastado ao ponto da troca ser feita com 20 mil quilômetros de uso”, completa. 
Para Alberto Silvestre, atenção para os itens é vital  - Shilton Araujo / Esp. DP Para Alberto Silvestre, atenção para os itens é vital
 
No entanto, além dos cuidados, é preciso ainda confiar na oficina em que os procedimentos de manutenção estão sendo feitos. É que na hora de realizar o alinhamento, por exemplo, é preciso verificar se o desgaste do pneu ao passar por buracos de forma recorrente não influenciou no grau da coluna do carro. “Quando colocamos o carro na máquina para fazer o alinhamento e percebemos problema na coluna, indicamos a realização da cambagem. Que nada mais é do que desentortar a coluna do carro. Esse procedimento precisa ser feito antes da realização do alinhamento, se não o carro continuará puxando para um lado”, afirma o diretor da ProPneus, loja que está no mercado há 13 anos e além de ser revendedora da Bridgestone e Firestone, oferece serviços como balanceamento, injeção eletrônica, manutenção dos freios, troca de óleo, higienização do carburados e demais procedimentos mecânicos veiculares.  

Vale para todos
 
Os cuidados com a “borracha preta” se aplicam para todos os tipos de automóveis e tipos de pneus. É que com a presença no mercado dos Run Flat, pneus que propõem mais segurança para os ocupantes em caso de furos repentinos, permitindo que o carro percorra 160 a 200 km com uma perfuração sem demais problemas para os seus componentes, muitos motoristas que optam por esse produto se enganam ao pensar que a tecnologia está relacionada com a distância de oficinas. 



Tags: vrum Fiat Mobi Drive Mobi com motor três-cilindros 1.0 Firefly novo motor melhor desempenho baixo consumo de combustível mais equipamentos de série Estado de Minas

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
20 de julho de 2018
19 de julho de 2018
18 de julho de 2018