Mecânica

Mito x verdade: pode passar a marcha em alagamento?

Enchentes são comuns no Recife nesta época do ano. Fique atento às dicas que o DP Auto reuniu para você enfrentar os contratempos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 04/05/2017 10:00 / atualizado em 04/05/2017 15:05 Gabriela Bento


Seguir o carro da frente é o indicado para evitar problemas - André Marins/Esp. DP Seguir o carro da frente é o indicado para evitar problemas
O clima em Pernambuco não costuma variar muito durante o ano, meio-termo aqui quase não existe: geralmente temos muito sol e calor ou muita chuva. Com a chegada do outono, o período chuvoso começa e os alagamentos se tornam cada vez mais recorrentes, gerando transtornos para os que circulam pelas vias do Recife. Para não precisar contar com a sorte nesses dias, evitar contratempos para o seu automóvel e não ficar no meio da rua, trouxemos um guia para você.
 
Fernando Queiroz teve um grande prejuízo por aumentar a rotação do motor em um trecho alagado - Julio Jacobina/DP Fernando Queiroz teve um grande prejuízo por aumentar a rotação do motor em um trecho alagado
A pressa é inimiga da perfeição. Em um dia de chuva forte, o produtor de audiovisual Fernando Queiroz estava atrasado para deixar os amigos no aeroporto. Com vários pontos de alagamento, o medo de que os amigos perdessem o voo venceu a racionalidade. Fernando resolveu desviar daquelas filas de carros que ficam nas vias alagadas. “Todos estavam seguindo em uma faixa. Eu tentei ser mais esperto e fui para a do lado. Acabei me dando mal”, explica.
 
Em meio ao caos, Fernando não pensou muito e passou a marcha para ganhar velocidade e se livrar da situação, mas não deu certo. O volume da água estava alto e o motor do seu Punto se afogou, literalmente. “O carro parou na hora. O diagnóstico foi calço hidráulico, tive um prejuízo grande”. Para piorar a situação, o produtor de audiovisual tentou por diversas vezes ligar o carro. “Tentei e acabei colocando mais água no motor. Nunca mais faço isso”, confessa.
 
Especialista alerta para a importância de manter a calma e seguir sempre na primeira marcha  - Julio Jacobina/DP Especialista alerta para a importância de manter a calma e seguir sempre na primeira marcha
O gerente de pós-venda da Fiat Italiana, Carlos Alberto Monteiro, que tem mais de 30 anos de experiência no universo automotivo, explica que ficar atento ao que os colegas de trânsito estão fazendo é importante. “Se você puder observar por onde os outros estão indo, faça isso. Se você for por outro local, talvez se surpreenda com um buraco”, alerta o gerente.
 
Caso seja possível ter outro carro como referência, procure também ver o nível em que está a água no carro da frente. “Veja onde a água está chegando nos carros. Se estiver passando da metade da roda, não arrisque”, enfatiza Carlos. Quando a água ultrapassa essa altura, é provável que ela cubra o motor, facilitando a entrada de água no equipamento.
 
Estar atento é uma regra. Quando você for enfrentar muita água, mantenha a calma e procure não sair da primeira marcha e manter uma velocidade linear. “Desligue o ar, coloque a marcha de força e siga numa velocidade baixa e constante. Dessa forma, você vai vencendo a água sem formar ondas”, esclarece Alberto. A marola formada nos alagamentos representa perigo, pois pode atingir a altura do motor do seu carro. Logo, vá com calma. E lembre-se, se algo sair diferente do planejado e o seu carro morrer, chame o reboque. Não tente ligar o carro para não piorar o quadro do seu automóvel.
 

Tags: recall

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
23 de novembro de 2017
22 de novembro de 2017