Prevenção

Como está a saúde do seu carro?

Trocar o óleo, assim como outros procedimentos, é fundamental para o bom funcionamento do automóvel e evitar prejuízos. Vale se atentar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/09/2017 18:01 / atualizado em 11/09/2017 13:53 Gustavo Carvalho


Conservar a garrafa do fluido longe de calor e umidade garante uma longa-vida

 - Gabriel Melo/ Esp.DP Conservar a garrafa do fluido longe de calor e umidade garante uma longa-vida
Manter um carro em bom funcionamento pode parecer simples, mas nem sempre é assim que funciona. Procedimentos como deixar o tanque de combustível cheio, lavar e encerar constantemente não são suficientes. Um dos processos fundamentais de qualquer veículo é a troca do óleo. Ele é o responsável por manter o sistema de lubrificação limpo, além de reduzir o atrito entre as peças móveis e auxiliar na estabilidade da temperatura do motor.

 

O empresário Ricardo Carvalho, 59, já teve dois automóveis. O primeiro foi um Monza SLE 2.0 1989 e, logo após, um Nissan 300ZX 1990. Certa vez, por conta de um procedimento mal feito, os dois modelos tiveram o motor “batido”. “Usaram um aditivo na oficina para lavar o motor dos meus dois veículos, porém não retiraram a tampa do cárter para remoção das borras”, relata.

 

Problemas no motor podem não aparecer de imediato - Gabriel Melo/ Esp.DP Problemas no motor podem não aparecer de imediato
Existem pessoas que ainda têm dúvida sobre esse processo. O gerente administrativo da Fidel Auto Peças no Recife, Leonardo Dantas, explica que para qualquer procedimento a ser feito em um automóvel, deve-se checar o manual do veículo. “No ato da troca do óleo, é fundamental conferir o manual, a fim de confirmação das especificações necessárias”, diz ele.

 

O óleo tem aspecto viscoso e a sua densidade está ligada ao tempo de uso. O desgaste acontece com o passar do tempo e com os quilômetros rodados, ocasionando a diminuição da eficiência do veículo. Isso leva à elevação do consumo de gasolina ou álcool. O especialista recomenda, dessa forma, fazer a verificação do fluido quando o motor estiver frio e o automóvel em um local plano. O período para trocar o óleo, além da quilometragem, é a cada seis meses. Leonardo lembra que a coloração do produto é importante. “Quando o óleo fica preto, é sinal de que ele está fazendo corretamente a limpeza interna do motor".

 

 

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
22 de setembro de 2017
21 de setembro de 2017