Segurança

Motociclista tem que levar a sério segurança e proteção

Piloto e garupa devem proteger todas as partes do corpo com vestimenta adequada, já que ela é a responsável por amenizar os impactos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 23/04/2018 12:54 / atualizado em 23/04/2018 14:19 Débora Eloy

Paulo Paiva/ DP


Pilotar uma motocicleta requer agilidade e praticidade. Sem falar naqueles que gostam de acelerar com mais adrenalina. Mas, muitas vezes, a aventura está repleta de riscos. Como possui uma exposição maior do corpo, as possibilidades de acontecer um trauma é maior. Mesmo com experiência, os motociclistas estão sujeitos a pancada nos pés e pernas, partes mais expostas do corpo. Sem falar nas colisões, os piores pesadelos dos amantes das duas rodas. Por isso, a importância em investir em equipamentos de segurança deve ficar como prioridade na vida de um piloto. Mas infelizmente ainda é comum cruzar com motociclistas que não utilizam o mínimo de proteção. Confira algumas dicas para sair bem na moto… e na foto!

O principal

Capacete é obrigatório, mas não é para ser utilizado de qualquer jeito. O supervisor do Centro Educacional de Trânsito da Honda do Recife, Marcelo Torres, explica a importância de escolher o capacete certo. “Para àqueles que viajam muito é importante um modelo fechado, com mais proteção. Para dentro da cidade pode ser um aberto, aquele que não possui proteção no queijo, mas não dispensa a viseira ou óculos de proteção”, explica. Por isso, é importante saber a finalidade do motociclista. Os valores de um capacete resistente variam entre R$ 150 até R$ 3 mil.

Vestimentas

Se no caso do carro existe proteção de todos os lados, na moto o corpo vira carroceria. Como ainda não existe uma armadura para pilotar, o ideal é utilizar vestimentas que cubram braços e pernas. Elas não podem evitar uma fratura mais grave, mas aliviam o impacto do solo.

Capacete

Após escolher um modelo seguro é importante certificar se o equipamento se encaixa bem na cabeça. “Cada pessoa tem um tamanho diferente, por isso é importante experimentar, feito uma roupa. Também é preciso se certificar que a cinta jugular está bem presa”, esclarece Marcelo. Nada de escolher um protetor folgado, pois ele pode soltar da cabeça em uma colisão

Calçado

Os pés, muitas vezes utilizado como o “freio” por alguns motociclistas, precisam de uma  proteção maior. “Em caso de uma derrapagem, o primeiro instinto é colocar o pé no chão, caso ele não esteja protegido os danos podem ser maiores”, explica Marcelo. A indicação é utilizar sapatos fechados ou aqueles que são presos ao pé, um tênis mais forte ou uma bota reforçada na parte superior.

Luvas

Sempre que você cai, qual a primeira parte do corpo que reage? Se no caso de uma derrapagem são os pés que sofrem, em uma eventual queda são as mãos que amparam o corpo. Por isso, o uso de luvas mais reforçadas é essencial para todo motociclista que deseja se proteger na hora de pegar a estrada, já que elas podem evitar um ferimento maior.

 

 

Tags: china bmw Mercedes-Benz CLA Audi A3 Sedan sedã compacto premium Série 1 sedã Série 1 BMW Brilliance

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
24 de maio de 2018
23 de maio de 2018