Dica do especialista

Rastreamento veicular vale a pena

Em tempos de insegurança, esta tecnologia torna-se necessária para muitos. Confira as vantagens

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/10/2018 16:18 / atualizado em 22/10/2018 16:21 Gustavo Carvalho
A criminalidade existe em diversas cidades do Brasil, e isso não se pode negar. Um dos alvos favoritos dos ladrões em modo geral são veículos, com destaque para carros e motos. De acordo com o relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública de 2017, a cada minuto um carro é roubado ou furtado no Brasil. Segundo dados da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS), no primeiro trimestre de 2018, foram contabilizadas 1.804 ocorrências de roubos de automóveis.

O número é 18% menor quando comparado com o mesmo período do ano passado, que chegou a contabilizar 2.206 ocorrências. Apesar do resultado ser significativo, ainda assim preocupa. Além do grande prejuízo, ter um veículo roubado gera uma imensa dor de cabeça que pode perdurar por bastante tempo. A fim de prevenir contra roubos e furtos, o sistema de rastreamento veicular vem se tornando uma opção por donos de automóveis.

O proprietário da GSSat Brasil (empresa especializada na instalação de rastreadores) no Recife, João Carlos, diz que o serviço possui diversas vantagens. “O sistema é bastante abrangente. Você monitora o seu veículo 24 horas por dia através do celular, sabe se a chave está ligada e quanto combustível foi gasto no percurso”, completa. Existem pessoas que, por algum motivo, acham que manter a segurança do bem depende apenas da compra do aparelho e instalação, sem necessidade de pagamento de mensalidade. João ressalta que isso é um mito e não é o procedimento correto. “Sempre opte por rastreadores homologados pela Anatel.

Na prática, todos eles precisam de um chip especial para manter comunicação. Os clandestinos não possuem isso, travam constantemente, oferecem uma taxa de transferência muito baixa e perdem bastante transmissão, além de não poder ser acompanhado em tempo real pelo motorista”, reforça.

Em média um aparelho rastreador tem cinco anos de vida útil. O funcionamento consiste no próprio rastreador, aplicativo e plataforma. Atualmente existem diversas tecnologias que são utilizadas com a finalidade de localizar e acompanhar um veículo onde quer que ele esteja. As mais comuns são a GMS, GPS e rádio frequência. A instalação do dispositivo é  simples, e feita em um local não comum do automóvel para dificultar a investida de bandidos.

Por último, não menos importante, João explica que é preciso tomar alguns cuidados ao optar pelo serviço. “Nunca passe a sua senha pessoal do sistema para estranhos, e jamais diga que o seu carro é equipado com um rastreador. Ao fazer isso você mantém não apenas a sua integridade, mas também a do carro e dos demais passageiros ao seu redor”, finaliza. 

Saiba mais

n Utilize o sistema 24h do rastreamento veicular; 

n Crie e controle rotas e trajetos; 

n Analise os dados do seu veículo à distância; 

n Use o assistente de manutenção preventiva; 

n  Desfrute da facilidade do seu smartphone;

n  Tenha atenção ao trânsito mesmo com o dispositivo.

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
10 de dezembro de 2018