Cuidado

Chuva é sinônimo de atenção

Estar atento à direção defensiva quando as condições de trânsito não estão favoráveis é via de regra para a segurança

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 09/07/2018 10:00 / atualizado em 06/07/2018 13:17 Alvaro Ferraz



Ver, além de tornar-se visto em rodovias ou mesmo dentro das cidades, é um fator que se bem praticado ajuda na redução de riscos de acidente, principalmente em dias com dificuldades climáticas, como a chuva. Nesse caso, a atenção deve ser redobrada, pois a água não só reduz a visibilidade do condutor, mas também diminui a aderência dos pneus ao solo – daí a importância da preservação dos “sulcos”. Eles são essenciais para evitar aquaplanagem.

Da mesma forma, os faróis são bons aliados quando a questão é ver e ser visto. Em dias de chuva, a luz baixa acesa – ao contrário da alta que pode encandear – melhora a visibilidade dos motoristas. Ela não só torna o trajeto visível, como possibilita os veículos ficarem notórios uns para com os outros. Por isso, devem ser imediatamente acionados pelos condutores. Não à toa, desde julho de 2016 está em vigor no Brasil a Lei (13.290) do Farol Aceso, que modifica o Art. 40 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em que “o condutor manterá acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias”.
 
Atrelado a isso, é importante fazer uso corretamente das setas ou da comunicação com os braços, além de regular os retrovisores para evitar pontos cegos. Esses sinais facilitam a leitura e compreensão dos outros condutores. O pisca-alerta, no entanto, deve ser evitado. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recomenda o uso dessa função apenas com o veículo parado, em caso de acidente, pois em movimento e na chuva, pode acabar confundindo os demais motoristas.
 
Os motociclistas e os ciclistas podem também fazer uso das luzes e dos sinais para verem e serem vistos. Reflexivos nas motos e nas roupas somam-se a eles. Os transeuntes podem usar algum material refletor para chamar a atenção. Em baixas condições de luminosidade, esse tipo de objeto aumenta a visibilidade em 4 vezes. Somada a essas dicas, em casos de um “pé-d’água” é preciso ainda se esquivar.
 
Andar muito próximo a outro automóvel e em velocidade alta é sinônimo de perigo. Por isso é fundamental estar a pelo menos 2 segundos de distância do veículo à frente, caso haja a necessidade de uma freada brusca. Na verdade, fazendo chuva ou sol, é importante atenção e cumprimento ao CTB para fazer do trânsito um local mais visto e seguro para todos.

Tags: kicks vrum Nissan Kicks versão intermediária SV Limited Estado de Minas

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
16 de outubro de 2018
15 de outubro de 2018