Dicas

Segurança em primeiro lugar

Itens e sistemas automotivos estão cada vez mais em voga para aumentar o nível de proteção de todos os ocupantes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 26/05/2018 10:00
Testes de colisão atestam a segurança dos veículos. Foto: Latin NCap / Divulgação - Testes de colisão atestam a segurança dos veículos. Foto: Latin NCap / Divulgação
Este mês é conhecido como Maio Amarelo, dedicado a ações de conscientização dos perigos do trânsito, além de estimular boas práticas ao volante. De acordo com o superintendente técnico do Centro de Experimentação e Segurança Viária da MAPFRE, Emerson Feliciano, a segurança veicular é um  processo de desenvolvimento de tecnologias e soluções automotivas que tem o objetivo de proteger o motorista, os ocupantes e, eventualmente, as demais pessoas envolvidas no trânsito. “Itens de segurança, tecnologias embarcadas e boas práticas na direção são três aspectos que, quando alinhados, tendem a diminuir o número de acidentes”, comenta.

Segundo o especialista, institutos de pesquisa e testes de segurança internacionais como Euro NCAP, Australasian NCAP,  Insurance Institute for Highway Safety (IIHS) e o National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) já conseguiram mensurar os benefícios da segurança proporcionada por alguns itens e sistemas veiculares. Segundo o estudo, airbags laterais reduzem o risco de fatalidade em 37% (SUV: 52%), airbags frontais acionados quando os motoristas estão com cinto de segurança, em 26% e, para passageiros 14%, cintos de segurança sozinhos reduzem em 50% e o controle eletrônico de estabilidade reduz a chance de acidentes fatais em 23%. Em caso de capotamento, o controle de estabilidade pode reduzir até 56% em veículos de passeio e até 74% em picapes e utilitários. Sistemas de alerta de uso de cinto de segurança tem salvado algo em torno de 5% das vidas em acidente.

O superintendente ressalta que apesar das tecnologias automotivas estarem cada vez mais inovadoras, seguras e com alto número de eficiência, ainda é necessário que o motorista esteja focado na condução do veículo e encare os itens de segurança como essenciais. “Muitos consumidores deixam de optar por certo itens, por serem considerados caros, porém, toda proteção adicional do veículo vale a pena, uma vez que pagar um pouco a mais por segurança não é gasto, é investimento”, finaliza.

Itens que são a favor da integridade

Airbags externos diminuem o impacto de uma colisão no pedestre. Foto: Volvo / Divulgação - Airbags externos diminuem o impacto de uma colisão no pedestre. Foto: Volvo / Divulgação
Uma pesquisa realizada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontou que as novas tecnologias desenvolvidas para o transporte rodoviário são responsáveis por reduzir lesões graves e acidentes fatais em até 40% no mundo inteiro. O número de acidentes anuais é alarmante, chegando a mais de 125 mil em todo o planeta.

Pensando nisso, algumas empresas que já sabem o que esperar das estradas, estão apostando em tecnologias que aumentam a segurança a bordo. Algumas, inclusive, já estão disponíveis para os veículos à venda. Confira a lista que o DP Auto separou com os principais itens que garantem proteção de motoristas.

Airbags externos

Pode parecer estranho uma bolsa de segurança na parte de fora do veículo. “Até agora houve muita preocupação em proteger os passageiros dos carros, provavelmente por eles serem o público alvo das montadoras”, aponta o sócio da Cobli Rodrigo Mourad. A Cobli é uma startup especializada em melhorar a gestão de frotas de veículos.

Mas, com a preocupação cada vez maior com a mobilidade, os pedestres estão sendo mais incluídos nos esquemas de segurança.
Um exemplo disso é a Land Rover Discovery, que possui sensores no para-choque que detectam se um pedestre foi atingido e acionam um airbag de baixo do para-brisa para reduzir o impacto.

Detectores de cansaço

Aqui no DP Auto você já viu um boné com uma tecnologia, desenvolvida pela Ford Caminhões, que detecta quando o motorista está apresentando um comportamento de fadiga e emite sinais luminosos e sonoros. “Longas viagens ou longas semanas, muitas vezes, fazem com que os condutores se coloquem em condições arriscadas”, alerta Rodrigo. A Cobli, em conjunto com a Fapesp, desenvolveram novos algoritmos que conseguem identificar cada vez com mais precisão e velocidade os comportamentos de risco dos motoristas.

Outros itens que auxiliam nesse quesito são câmeras internas que conseguem perceber se o motorista estiver com os olhos fechados, mesmo que por pouco tempo. Dessa forma é possível alertar o condutor ou fazer com que ele pare o veículo antes que algum acidente aconteça.


Assistente para freio de emergência

Para quem já conhece de direção defensiva, está mais do que ciente de que, a forma mais rápida de parar um veículo em uma situação de emergência não é pisar no freio o mais forte ou rápido possível, ou sequer puxar o freio de mão. “Porém, na prática, é difícil reagir de maneira diferente em uma emergência. Há dois grandes auxílios aqui, frear mais forte quando necessário e controlar a frenagem e a força do pé no pedal”, alerta Rodrigo.

Boné desenvolvido pela Ford emite sons e alertas para o motorista fazer uma pausa. Foto: Ford / Divulgação - Boné desenvolvido pela Ford emite sons e alertas para o motorista fazer uma pausa. Foto: Ford / Divulgação
Entre as novas tecnologias desenvolvidas para o setor automotivo, está o auxílio na frenagem, em que o sistema percebe quando os freios estão sendo pressionados em uma situação de emergência e podem auxiliar o motorista. “Nesses casos, a distância de frenagem chega a ser reduzida em até 45%”,
finaliza.

Confira abaixo os cinco grupos da segurança veicular:

Segurança ativa: é o grupo de tecnologias de segurança desenvolvido para evitar o acidente, por exemplo, o sistema de freios ABS, o controle eletrônico de estabilidade.

Segurança passiva: é toda proteção desenvolvida para minimizar os ferimentos em caso de acidentes. Entre eles, é possível citar: airbags, apoio de cabeça, cinto de segurança de três pontos, isofix etc.

Assistência à condução: são sistemas e dispositivos que auxiliam o condutor do veículo a uma direção mais segura. Neste caso, é possível citar: alerta de frenagem de emergência, Head–Up Display (HUD), desembaçador traseiro, detector de mudança de faixa (lane detection), frenagem autônoma de emergência, entre outros.

Assistência à segurança: estes equipamentos visam alertar os passageiros para o uso de equipamentos de segurança, ou seja, são os já conhecidos alerta de desativação de airbag (visível), alerta de uso de cinto de segurança e o detector de fadiga.

Proteção ao pedestre: são soluções tecnológicas e inovadoras que têm o objetivo de diminuir os ferimentos aos pedestres em caso de atropelamento. Entres eles, listamos o capô ativo, barra de proteção ao pedestre e até airbag para pedestre.

Tags: utilitário-esportivo vrum Estado de Minas Jaguar Land Rover fábrica de Itatiaia Discovery Sport produzido em Itatiaia fabricação nacional Land Rover Discovery Sport

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
16 de outubro de 2018
15 de outubro de 2018