Atenção

Fique atento ao sono no volante

De acordo com estudos, 42% dos acidentes fatais envolvem motoristas com sono. Saiba como evitar esse comportamento de risco

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 14/04/2017 08:00 Thamires Lima


Sabe aquela noite mal dormida, que você acorda cansado e já pega no volante com sono? Você insiste em dirigir e acaba acordando com um susto porque cochilou? Esse comportamento é um hábito de várias pessoas, mas apenas um segundo em que você fecha os olhos pode ser fatal. Quando se trata de viagem, a atenção precisa ser redobrada. Nos feriadões, fique atento ao que pode causar uma situação inesperada.


Segundo estatísticas, 42% dos acidentes são causados pelo sono e 18% pela fadiga. Dormir enquanto dirige é tão perigoso, quanto ingerir bebidas alcoolicas ou usar o celular no volante. A correspondente bancária Brenda Nunes, 23, “nasceu de novo” há um ano depois de um acidente com uma motocicleta. “Fui para uma festa, que durou a noite toda com um amigo. Na volta, cochilamos enquanto estávamos a 100 km/h. Capotamos, fiquei em coma por um tempo e quase morri”, afirma.


Rosa Pontual, 55, precisou dormir com o auxílio de um aparelho para voltar a dirigir normalmente - Carmelo Junior/Divulgação Rosa Pontual, 55, precisou dormir com o auxílio de um aparelho para voltar a dirigir normalmente
Problemas de saúde também são condições que aumentam as chances de um desastre. A apneia, parada respiratória durante o sono, é um exemplo de doença que exige tratamento para quem deseja continuar dirigindo. Diagnosticada com o distúrbio há três anos, Rosa Pontual, 55, passou por algumas complicações no trânsito. “Eu ia trabalhar com sono. Fui procurar um médico depois de várias situações em que eu parava no sinal e acordava com as buzinas dos motoristas. Até uma vez que estava na BR e subi no acostamento, foi horrível”, conta. A analista judiciária precisou de uma terapia específica. “Passei a usar um aparelho que auxilia meu sono, agora eu dirijo normal”, afirma Rosa.


A educadora física Laura Melo contava com a ajuda do som do carro para ficar atenta ao trânsito - Arquivo Pessoal A educadora física Laura Melo contava com a ajuda do som do carro para ficar atenta ao trânsito
O sono é uma questão de qualidade de vida, por isso é preciso saber quais fatores pesam mais na hora de pegar o volante no dia a dia ou quando for viajar. “Dormir mal reduz em 50% a concentração, produção e qualidade do que estamos a fazer”, afirma o diretor de Medicina de Tráfego Dirceu Rodrigues. Em algumas situações, a autoavaliação também é preventiva. A educadora física Laura Melo, 22, abriu mão da direção por conta do sono. “Eu dormia praticamente em todos os semáforos e o que ajudava a me manter atenta era o som automotivo. Depois preferi parar de dirigir para longe ou por muito tempo com medo que aconteça algo pior”, conta.

 

- Para evitar o risco:

 

1. Durma oito horas por noite
2. Nunca viaje cansado
3. Evite dirigir mais que oito horas por dia
4. Planeje a viagem pra evitar dirigir à noite
5. Descanse 15 minutos a cada 2 horas de direção
6. Evite viajar sozinho
7. Reveze com outro motorista a condução do veículo
8. Pare sempre que sentir cansaço e durma se puder
9. Não beba nem tome remédios que causam sono 

 

Tags: venda

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
23 de novembro de 2017
22 de novembro de 2017