Dia dos Namorados

Conheça algumas histórias de casais permeadas por viagens automotivas

Muitos namorados se programam, gostam e até precisam fazer viagens para estar com o seu amor; Confira casos que são exemplos disso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 13/06/2016 11:32 / atualizado em 14/06/2016 15:32 Thainá Nogueira /Diario de Pernambuco

No século passado, Cazuza já enaltecia o prazer das viagens. Por mar, por terra ou via Embratel, o poeta mostrou nas suas músicas como a respiração de novos ares pode influenciar positivamente nos relacionamentos. E, hoje em dia, para a maioria dos casais, o automóvel pode formar um triângulo amoroso perfeito nas relações. Colocar o pé na estrada ao lado do seu amor, de uma forma não tão dispendiosa, tem sido uma alternativa bem procurada pelos apaixonados. Em homenagem ao dia de hoje, o Vrum selecionou relatos de casais que costumam incluir, dentro do orçamento do mês, as viagens com os seus automóveis.

 

Viagens estão incluídas no orçamento de Jane e Emanuel - Arquivo pessoal Viagens estão incluídas no orçamento de Jane e Emanuel
 

 

Bem-estar em primeiro lugar
Um dos motivos que faz com que a publicitária, Jane Belo, viaje pelas praias do litoral pernambucano com o seu esposo Emanuel Dornelas durante os fins de semana é a economia no combustível. “Ir para um lugar por perto é acertar em dois coelhos com uma cajadada. Economizamos nos custos, mas aproveitamos igual o momento a sós”, afirma. Casados há quatro anos, o casal não abre mão das viagens pelas estradas pernambucanas.

Lazer a priori
O mesmo acontece com a analista de sistemas Marília Oliveira, que pega a estrada com frequência com o marido para as cidades turísticas próximas ao Recife. “Nós colocamos no nosso orçamento mensal os custos das viagens, assim como as contas a pagar. É o nosso jeito de curtir a vida. O dia a dia é muito agitado e consideramos necessários os momentos de lazer”, completa.

 

Anna e Danilo começaram a encarar a estrada há pouco - Arquivo pessoal Anna e Danilo começaram a encarar a estrada há pouco
 

 

Iniciantes na estrada
Há também os que iniciaram a vida de estradeiro há pouco tempo. É o caso da estudante de administração Anna Paiva. “Resolvemos adotar a prática. Hoje em dia estamos fazendo viagens de modo inusitado, simplesmente decidindo ir para algum canto de supetão”. Para o seu namorado, o engenheiro de software Danilo Farias, os momentos longe de casa renovam o relacionamento. “Sentimos que só o fato de colocar as malas no carro e ir para algum canto, qualquer que seja, promove uma sintonia melhor para o relacionamento”.

Sem medir distância
Que tal encarar 650 km para visitar a pessoa amada? É esta a distância que o engenheiro Marteson Cristiano percorre a cada quinze dias para poder passar um fim de semana com a sua namorada, a também engenheira Valnísia Bezerra. Cristiano mora e trabalha na pequena cidade de Pau dos Ferros, interior do Rio Grande do Norte. Já Valnísia vive em Paulista, RMR. Eles levam o relacionamento permeado por idas e vindas ao Ceará há cerca de quatro anos. Para Bezerra, as viagens para ver o seu amado não são problemas. “É mais empolgante. Saber que estou chegando ou que ele está vindo nos deixa felizes. É muito bom estar perto de quem se ama”. E neste fim de semana, Marteson pegou a estrada de volta para onde trabalha e não pode curtir os braços da amada. “Dia dos Namorados são todos os dias. E, depois que você sente que encontrou o seu amor verdadeiro, sabe que esse dia é comemorado rotineiramente, para sempre”, dá a dica o engenheiro.

 

Marteson enfrenta 650 km a cada 15 dias para visitar sua namorada Valnísia - Arquivo Pessoal Marteson enfrenta 650 km a cada 15 dias para visitar sua namorada Valnísia
 

 

No carro a dois:


1. Pergunte sempre o que
pessoa quer ouvir

2. Mantenha o carro limpo e
com cheirinho agradável

3. Inspire-se no uber; tenha
bombons e outras
guloseimas a bordo

4. Abra a porta do carro;
amor a moda antiga

5. Aproveite as paradas para
os momentos de carinho;

6. Nada de atender ligações
no celular. O momento é     
de atenção;

7. Relembre sempre os bons
momentos enquanto
dirige;

8. Se estiver no carona, não
reclame de quem está na
direção;

9. Evite discussões
desnecessárias para não
quebrar o clima;

10. Aproveite o carona para
ser o seu copiloto.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
23 de maio de 2017
22 de maio de 2017