Utilitários

Salão de Detroit: SUVs prontos para o Brasil

Detroit abre o ano automotivo mais morno, mas mesmo assim mostrou novidades para o nosso mercado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/01/2017 10:17 / atualizado em 12/01/2017 11:14 Taciana Góes /Diario de Pernambuco

Chevrolet Equinox é o substituto do Captiva - Taciana Góes/DP Chevrolet Equinox é o substituto do Captiva
Detroit (EUA) - Direto de um país em transição presidencial, de uma cidade que tenta retomar o ânimo após anos de decadência, o Diario de Pernambuco acompanha o tradicional North American International Auto Show (Naias). O salão é o mais relevante dos Estados Unidos e tenta nesses primeiros dias do ano mostrar novidades para o setor automotivo. Conceitos, autônomos, esportivos de alta performance, híbridos e carros já na linha de produção são as atrações para “quebrar o gelo” do segmento, que vem sofrendo com a crise econômica mundial. .


Detroit, considerada a capital do automóvel por abrigar o complexo industrial da General Motors e da Ford, reservou surpresas para o mercado brasileiro. A começar pela Chevrolet com o substituto do Captiva, o Equinox. O SUV fica num patamar acima da Tracker, também exibida e avaliada pela nossa equipe, e deve custar acima dos R$ 110 mil. O motor não foi divulgado.


O SUV da Honda na versão turbinada tem 193 cavalos e 24,75 kgf.m de torque. O modelo é um dos carros mais vendidos nos EUA, só que com o preço do HR-V no Brasil, entre U$S 25 mil e U$S 34 mil (R$ 79 mil e R$ 108 mil). Com carroceria maior e novo chassi, o CR-V ganhou o motor 1.5 turbo, o mesmo do Civic Touring brasileiro.


Ausência sentida no Salão de São Paulo, o Ford Ecosport apareceu na gelada Detroit sem o estepe traseiro e o novo design global, que já é vendido na Europa. Na frente, novos faróis e para-choque deixaram o carro mais parecido com o Edge. Já na parte de trás um design mais reto, com menos curvas. O inédito motor 1.5 de três cilindros Dragon com potência acima dos 130 cavalos estreará na versão brasileira, que deve chegar como linha 2018 em junho. Mas, nas versões mais caras, o Duratec 2.0, o mesmo do Focus com 178 cv, deve permanecer.
Já o Tiguan da Volkswagen desembarca no Brasil até outubro praticamente com o mesmo visual do modelo convencional, mas com novo sistema infotainment. Nos EUA a marca mira no segmento dos crossovers e terá o motor 2.0 TSI, que deve ser o mesmo no Brasil.

Chevrolet Equinox

Um dos destaques da Chevrolet no Salão de Detroit é o SUV médio, Equinox. A expectativa é que o modelo chegue custando mais que a versão anterior, ou seja, além de R$ 110 mil. Nos EUA, o utilitário possui três opções de motor quatro cilindros, todos com câmbio automático de nove marchas.

Honda CR-V

Taciana Góes/DP
O modelo que ajudou a popularizar o segmento de SUVs reaparece em sua quinta geração com linhas mais retas e maior funcionalidade. Contando com um motor 1.5 turbo, o veículo consegue potência de 193 cavalos e 24.7 kgfm de torque.


Ford EcoSport

Taciana Góes/DP
O Brasil receberá o novo EcoSport nos próximos meses. Mostrado no Salão de Detroit, o SUV recebeu novas formas dentro do atual padrão visual da marca. O modelo conta com o motor 1.5 aspirado de 3 cilindros, que produzem cerca de 130 cavalos.

Volkswagen Tiguan

Taciana Góes/DP
Estima-se que o Tiguan que chegue no Brasil seja bem parecido com o já comercializado nos EUA, com motor 2.0 TSI que produzem 186 de potência e câmbio automático de até 8 marchas. A versão se diferencia das anteriores pelo novo espaço interno que recebe até sete passageiros.

 

 

Tags: itália

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
23 de maio de 2017
22 de maio de 2017