Prevenção

Revisão de férias: obrigação para evitar problemas

Antes de pegar a estrada nas férias, faça o check up básico no seu automóvel para aproveitar o destino com segurança. Não abra mão do cinto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 26/12/2016 11:44 / atualizado em 26/12/2016 14:41 Victor Lacerda
Alcione Ferreira/DP
Chega fim de ano e os planejamentos de viagens já começam. Pensamos no lugar, roupas que devemos levar e quanto iremos gastar, mas e como iremos? Com os preços salgados de passagens de aviões e no desconforto dos ônibus, o jeito é ir de carro. E há quem realmente prefira pegar a estrada. É tempo de não poupar gastos na manutenção e garantir a segurança de todos os ocupantes. Para facilitar o seu trabalho e não ter dor de cabeça, o DP Auto separou dicas para você fazer aquela revisão. Confira!

Verifique o nível do óleo

Maria Eduarda Bione/Esp DP
Sem óleo não tem como ir ali na esquina. O motor simplesmente para de funcionar e pode danificar ainda mais o desempenho do veículo. Para garantir que o coração do veículo mostre toda a sua potência na estrada, é necessário que o condutor vá até um posto de gasolina de confiança e peça para verificar o nível e a viscosidade do óleo.

Faça uma limpeza nas velas de ignição

Paulo Paiva/DP
Localizadas no cabeçote do motor, as velas são responsáveis pelo processo de transformação, que vai da corrente elétrica até a combustão do motor. Digamos que elas são sensíveis e podem estar sujas de carvão, óleo e até de combustível, por exemplo. Por isso, é importante que seu mecânico de confiança dê a opinião sobre o desempenho das peças e, se necessário, realize a limpeza.

Conserte os sinalizadores

Com o grande fluxo de carros nas rodovias, os sinalizadores fazem toda a comunicação entre os veículos da estrada. Para ultrapassar e pegar qualquer faixa, é necessário que as setas e os faróis estejam funcionando perfeitamente. Vale ressaltar que a iluminação é obrigatória independente do turno que for pegar a estrada.

Avalie a estabilidade dos pneus

Não dá para adivinhar se vai chover durante todo o trajeto do passeio. Também não dá para identificar se em uma curva fechada os pneus responderão como o planejado pelo condutor. Para não ficar nas suposições, o jeito é ir até uma borracharia e pedir uma avaliação. Lembrando que pneus desgastados - os chamados “carecas” - são proibidos de transitarem e pode fazer com que o veículo seja guinchado pela Polícia Federal.
Está tudo ok com a condição de aderência? Vá até um posto e calibre os quatros pneus usados e não esqueça de que o step também deverá estar em ordem. Aproveitando a revisão nesta área, faça logo um balanceamento e garanta o equilíbrio do conjunto pneu e roda.

Cintos em ordem

Karina Morais/Esp DP
Nada de sair sem cinto de segurança, inclusive os passageiros. Pelas ultrapassagens e o fluxo de carros durante período de feriados, é importante verificar se o cinto fica bem travado no prendedor. Atenção para o ajuste de tamanho do tecido ao corpo, tanto na região do abdômen, como na parte que envolve ombro e todo o tronco.

Não saia com o pedal de freio desgastado

Estar atento à eficiência dos freios é essencial para sair de casa. Na pressa, muitos optam por “dar um jeitinho” no pedal baixo e arriscar a vida na estrada. Se esse for o caso, é necessário verificar se as pastilhas e as lonas estão desgastadas. Passe em uma oficina mecânica de confiança e peça para que os profissionais revisem os tambores, as pastilhas, os discos e as lonas.

Duas rodas no asfalto

Para quem vai pegar a estrada no fim do ano e não dispensa as duas rodas, é importante não só ficar atento aos perigos das rodovias, mas à postura a bordo de uma motocicleta. Afinal, as motos não possuem encosto e a forma como pilotar pode ocasionar problemas mais graves no futuro. Antes de colocar as rodas na estrada é bom ficar atento para os itens mecânicos da moto para não ficar no meio do caminho.

As partes que não podem ser esquecidas são pneus, transmissão, sistema elétrico e a bagagem que não pode ficar frouxa. Fique esperto! Mas também é importante calcular o tempo em cima da moto, já que viagens longas podem ser bastante cansativas. “Já pilotei até para outros países de moto. Viagens que precisam de meses para ser concluídas. Como estava com minha esposa, a jornada teve que ser bem planejada com várias paradas para não cansar tanto”, revela o militar aposentado Paulo César. A viagem nas duas rodas pode ser bastante prazerosa, mas é preciso ficar atento à pista. “Procuro sempre viajar durante o dia. De preferência bem cedo. Torna o passeio mais prazeroso e com menos trânsito”, comenta Paulo.

Tags: jeep

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
29 de março de 2017