Estado de Minas MERCADO ESTRANGEIRO

Harley-Davidson lança nova moto elétrica Livewire

Modelo é oferecido com autonomia aproximada de 177 km, e custa equivalente a R$ 111 mil. Segundo a montadora, não há previsão de chegada ao Brasil


postado em 08/01/2019 18:57 / atualizado em 08/01/2019 19:03

FOTO: Harley-Davidson / Divulgação(foto: FOTO: Harley-Davidson / Divulgação)
FOTO: Harley-Davidson / Divulgação (foto: FOTO: Harley-Davidson / Divulgação)
A Harley-Davidson lançou nesta terça-feira (08) a sua primeira moto totalmente elétrica. A Livewire pode ser adquirida por nada menos que US$29,8 mil (cerca de R$ 111 mil), e tem previsão para ser entregue nos países estrangeiros a partir de agosto deste ano.

Segundo a fabricante, o modelo tem autonomia para atingir 60 milhas por hora (96 km/h) em menos de 3,5 segundos. Os trajetos são realizados de até 177 quilômetros em vias urbanas com apenas uma recarga, e pode ser carregada novamente em pontos que usam o padrão CCS (mesmo disponível em carros elétricos).

Em uma comparação rápida, a moto Zero DS, da Zero Motorcycles, custa a partir de US$ 11 mil e tem autonomia de 132 quilômetros na cidade. Um modelo mais caro, de US$ 16,8 mil, chega a rodar por 328 quilômetros com uma recarga. A Harley-Davidson aposta em serviços de conectividade. Por meio do H-D Connect, a moto pode se interligar a um aplicativo e apresentar diversas informações para seu proprietário.

A LiveWire vem sendo planejada pela Harley-Davidson ao menos desde 2014, quando o primeiro projeto da moto foi apresentado. De lá para cá, o design mudou e a autonomia da bateria diminuiu, mas agora o mercado certamente está mais aberto para os veículos elétricos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação