Dica de oficina

Ar-condicionado é item obrigatório para enfrentar o calor e requer atenção

Aparelho é indispensável e, além da manutenção, é primordial realizar limpezas constantes para evitar doenças respiratórias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 01/09/2018 10:00 / atualizado em 03/09/2018 14:41 Thays Martins /Diario de Pernambuco
Manutenção é capaz de evitar doenças respiratórias. FOTO: Ricardo Fernandes / D. A PRESS - Manutenção é capaz de evitar doenças respiratórias. FOTO: Ricardo Fernandes / D. A PRESS Manutenção é capaz de evitar doenças respiratórias. FOTO: Ricardo Fernandes / D. A PRESS
O clima tropical do Brasil torna o ar-condicionado do carro um item indispensável para  enfrentar a tensão, trânsito e sensação de abafado presentes no dia a dia dos centros urbanos. Hoje em dia instalar o equipamento no automóvel ou já adquirir um que já o tenha de série não é mais luxo, é necessidade. Para deixá-lo em pleno funcionamento são necessários cuidados para manter o sistema conservado e otimizar seu funcionamento no veículo.

Para que o equipamento permaneça em bom funcionamento é preciso utilizá-lo, ao menos, uma vez por semana. Isso é necessário para manter o gás de refrigeração circulando, que é um item imprescindível para transformar o ar quente em ar frio. A falta desse gás é muito comum em carros usados e seminovos que ficam muito tempo parados até serem comprados.

O recomendado é que a manutenção seja realizada a cada seis meses para que sejam verificadas as mangueiras, a pressão do gás, e o filtro de partículas, já que quando está muito sujo, mais atrapalha do que ajuda, além de aumentar o consumo de combustível.

No quesito consumo, o veículo se torna mais econômico com ar-condicionado em funcionamento nos trajetos em que o condutor dirige acima de 60k/h. Devido ao arrasto aerodinâmico gerado pelos vidros abertos, isso aumenta mais o consumo do que ligar o ar-condicionado. Mas em perímetros urbanos, o aumento no gasto de combustível com o sistema ligado é em torno de 20%, essa porcentagem varia de acordo com o modelo do veículo.
É preciso utilizar o equipamento pelo menos duas vezes por semana para bom funcionamento. FOTO: Volkswagen / Divulgação  - É preciso utilizar o equipamento pelo menos duas vezes por semana para bom funcionamento. FOTO: Volkswagen / Divulgação É preciso utilizar o equipamento pelo menos duas vezes por semana para bom funcionamento. FOTO: Volkswagen / Divulgação

Todavia, engana-se quem pensa o ar-condicionado apenas como uma peça veicular. Esse sistema está diretamente ligado à saúde do condutor e dos passageiros, pois, como ele filtra o ar e faz circular dentro do veículo sujeiras e impurezas presentes no sistema, isso pode desencadear ou intensificar doenças respiratórias nos ocupantes.

Alexandre Valença, franqueador de uma rede de lavagem ecológica, a DRYJET, afirma que a higienização do ar-condicionado combate os fungos, ácaros, bactérias e odores indesejados devido ao produto e técnica utilizados. “A higienização do ar-condicionado é realizada com um produto que elimina todos esses microrganismos dentro do carro. Ele funciona como um nebulizador que espalha todo o produto durante 30 minutos dentro do veículo. Além de fazer a higienização do interior e do ar, o produto é espalhado em todo o interior do carro”, relata. Alexandre afirma ainda que o valor da higienização é de R$95 reais, independentemente do tamanho do carro de passeio.
Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
16 de outubro de 2018
15 de outubro de 2018