Test Drive

Contra a "modinha" dos SUVs, eis o Golf GTI

Icônico esportivo traduz o melhor sentido da direção, com esportividade de sobra e tecnologia de ponta

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 13/08/2018 09:23 Bruno Vasconcelos


GTI se beneficia do visual sóbrio do Golf - Pedro Danthas/Volkswagen/ Divulgação GTI se beneficia do visual sóbrio do Golf


Nada mal ter um Golf GTI na garagem para testar por uns dias. Melhor ainda é tirá-lo de casa e acelerar pelas ruas do Recife. Que carro! O visual marcante, o interior que transpira esportividade e a mecânica alemã impecável transformara esse hatchback em um ícone mundial das quatro rodas. Uma pena que no Brasil as pessoas estejam trocando esse puro prazer de dirigir uma supermáquina por SUV chato que ocupa espaço e dá um certo “status”.
Mas vamos focar no Golf. A linha 2018 do icônico hatch alemão ganhou leves mudanças no visual, concentradas no conjunto óptico, que tem novo desenho e contornos ainda mais marcantes em LED. Tem gente que reclama que Volks muda pouco o designe do Golf, que os alemães poderiam ser mais ousados e tal... mas sejamos francos: você acha que esse carro precisa de mais ousadia? Ele pode não ter os vincos pesados que os esportivos japoneses abusam ou os músculos dos sportcars americanos. O Golf, mesmo na versão GTI, é sóbrio, mais não deixar de ser imponente e arrastar olhares e suspiros de desejo por onde passa.
 
O interior nessa versão topo de linha que testamos, que vem como todos os opcionais incluídos, é repleto de mimos tecnológicos do mais alto nível, como teto solar, ajuste elétrico do banco do motorista e assistente de estacionamento. O ar-condicionado é digital e dual zone, isso quer dizer que passageiro e o condutor podem escolher duas temperaturas diferentes para suas saídas de ar.
 
Mas o que mais enche os olhos ao ligar o Golf são as telas que compõe o painel do carro. De série do GTI traz o Active Info Display, quadro de instrumentos totalmente digital e programável em uma tela colorida de 12,3 polegadas. Nela, as informações de navegação podem ser implementadas em 2D ou 3D. Ela se soma à tela da central multimídia de 8 polegadas e sensível ao toque que pode ser conectada ao seu smartphone e permitir que você escute as músicas das suas playlists nos aplicativos.
 
Quando você acelera o GTI, a “música” que sai do escapamento duplo do GTI é composta pelo motor 350 TSI. Com ele o Golf acelera de 0 a 100 km/h em apenas 7 segundos e atinge um velocidade máxima de 238 km/h. O desempenho do Golf GTI faz jus a classificação de esportivo. O hatch acelera como poucos. Coloque no modo S na alavanca do câmbio DSG de dupla embreagem e seis velocidades, que você vai sentir todos os 230 cavalos te jogando contra o banco na rápida aceleração.
 
Resumindo, o Golf GTI é um carro completo no melhor sentido da palavra. Esportivo para acelerar, seguro para dirigir, belo para ser admirado, mas discreto por ter um desenho sóbrio. Claro que isso tem um preço. O GTI parte de R$ 143.790, mas... com todos os opcionais incluídos, como nessa versão que testamos, o valor salta para salgados R$ 165.890. É caro? Sim... mas posso garantir que depois de passar alguns dias com essa máquina, comecei a ter certeza que o Golf GTI vale cada centavo. Acredite!  

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
14 de dezembro de 2018