Dica do especialista

Qual a melhor forma de lavar o carro?

Seja a seco, a vapor ou à moda tradicional, conhecer os benefícios e malefícios de cada procedimento garante maior durabilidade do veículo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/05/2018 10:00 / atualizado em 21/05/2018 15:07 Gustavo Carvalho


Lavagem tradicional é sinônimo de segurança para o veículo e para o bolso do motorista  - Marlon Diego / Esp. DP Lavagem tradicional é sinônimo de segurança para o veículo e para o bolso do motorista
Proprietários de veículos estão propícios a passarem por diversas situações com o seu bem. Ao transitar por uma estrada de terra ou pegar uma chuva forte, por exemplo, o seu automóvel acaba exposto o bastante para se sujar. Por conta da sujeira, algumas partes como a pintura, por exemplo, são severamente atingidas e apresentam falhas com o passar do tempo. 

É bastante comum encontrar pessoas que questionam sobre qual o melhor método de manutenção de um veículo de forma que o procedimento não agrida as peças de modo geral. Por isso, saber qual o melhor método de limpeza do seu bem é mais que importante. São diversas as opções. Dentre elas, as mais conhecidas são a seco, com água e snow foam, e a vapor. 

O proprietário da Car Coating (empresa especializada em limpeza automotiva) no Recife, Dyego Belisário, conta que cada procedimento possui as suas vantagens e desvantagens. “Lavagem a seco, por exemplo, reduz o consumo de água, porém há um risco de danificar a pintura ao passar a toalha que conterá óleos e outras substâncias após ser aplicado por um spray”, completa. Nesse procedimento, as substâncias limpadoras soltam a sujeira, e os óleos facilitam o deslizamento.

É necessária cautela ao usar produtos na pintura  - Marlon Diego / Esp. DP É necessária cautela ao usar produtos na pintura
Apesar de pouco divulgado, limpar o carro a vapor também surge como uma opção de limpeza. Neste procedimento, a lavagem é feita com uma espécie de pistola com ar comprimido e elétrica, a fim de realizar a remoção de sujeiras do veículo apenas com o vapor. Dyego explica que o procedimento pode parecer eficaz, porém é preciso ficar atento a alguns detalhes. “O risco de danificar o veículo é muito grande. Além do fato da água por si não ter um efeito eficaz de limpeza, o vapor esquenta o verniz, Desta forma, a pintura fica mais frágil e propícia a arranhões”, alerta. 

A lavagem tradicional (água e shampoo especial) é a mais conhecida no meio automotivo. Dyego afirma que embora o procedimento influencie no alto consumo de água, ainda sim é o mais seguro para o veículo. “Apesar do desperdício, ainda assim é possível encontrar lava jatos que usam bombas de água com minúsculos compressores a fim de reduzir o consumo. Em alguns lugares consegue-se gastar água em uma forma reduzida, garantindo que você não tenha seu carro lesionado”, conta. 

Seja por apego pelo parceiro de quatro rodas ou até mesmo pelas condições financeiras que impedem recorrer a um lava jato, algumas pessoas preferem fazer a limpeza do veículo por conta própria. Belisário alerta que o procedimento precisa ser feito com bastante atenção. “Evite usar produtos como toalhas ou sabão sem conhecer a procedência. Ao fazer isso, você aumentará a durabilidade do seu bem por muito mais tempo”, conclui.  
 
Saiba mais:  
 
A seco: 

Vantagem: 
pode ser feita em casa;
Baixo consumo de água;
Duração e custo são similares ao método tradicional.

Desvantagem: Caso não feito corretamente, a pintura pode ser danificada com facilidade. 

Água e sabão:

Vantagem: é o método mais em conta;
Valores partem de R$ 40 a R$ 50 por um carro pequeno;
Pode ser feito em casa se houver um espaço adequado, preferencialmente na sombra. 
Desvantagem:  
Consumo elevado de água utilizando baldes, sem mangueira, no processo;
Realizado erradamente, a pintura pode ser riscada ao esfregar a esponja com detritos contra a carroceria.

A vapor:

Vantagem: 
Limpa áreas mais difíceis como partes do interior, cantos de porta e entrada do tanque de combustível;
Gasta menos água do que a lavagem convencional e promete maior durabilidade.

Desvantagem: Pode ser mais caro, a depender do tamanho do carro;
Quando usada para higienização do interior, leva aproximadamente três horas para secar completamente; 
O mal uso pode acarretar no desgaste do vernil, já que o mesmo estará exposto ao calor.  
 
 
 
Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
14 de dezembro de 2018