Test Drive

Renault Logan: econômico e disposto

Montadora colocou o motor 1.0 SCE no sedã e o resultado foi uma boa combinação entre consumo de combustível e desempenho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 25/08/2017 14:33 / atualizado em 25/08/2017 14:39 Thainá Nogueira /Diario de Pernambuco


Só é necessário um litro de etanol para o Logan trafegar por mais de 12 km. Nada mau em tempos atuais - Thainá Nogueira / ESP DP Só é necessário um litro de etanol para o Logan trafegar por mais de 12 km. Nada mau em tempos atuais
 

 

Um sedã de entrada que faz 12,3 km com um litro de etanol na estrada não é nada mau, certo? Esses números são os alcançados pelo Logan equipado com o novo motor 1.0 SCE. Pode ser dito que a Renault acertou no desenvolvimento do propulsor que produz 82 cv. É o carro ideal para aquela família que precisa de um automóvel para o dia a dia e também para pegar a estrada nas férias.


Não dá para querer uma aceleração incrível de um 1.0, mas ir de 0 a 100 km/h em cerca de 13 segundos é satisfatório. Nas subidas, o desempenho pode ser afetado, mas no tráfego urbano e nas retas das rodovias, não há o que reclamar.

 

Visual não apresenta novidades, mas o carro manda bem no quesito espaço interno - Thainá Nogueira / ESP DP Visual não apresenta novidades, mas o carro manda bem no quesito espaço interno
 

 

O novo motor SCE é a grande diferença do Logan 2017 para o do ano anterior. O propulsor é produzido no Complexo Ayrton Senna, e equipa quase todos os modelos da Renault. São 12V de três cilindros e traz duplo comando de válvulas variável na admissão e no escape, tecnologia inédita entre os motores de entrada. Todo em alumínio, ele é 20 kg mais leve que o seu antecessor.


Ao todo, são seis versões do Logan que contam com o atual conjunto mecânico. Mas só duas com o 1.0, a Authentique e a Expression, as outras são com o propulsor 1.6. A opção de entrada parte dos R$ 44.700 e a que vem logo em seguida fica na casa dos R$ 48 mil.

 

Dentro do segmento, parte interna do Logan é na média - Renault / Divulgação Dentro do segmento, parte interna do Logan é na média
 

 

O design do modelo não tem novidades notórias, é o mesmo que a versão lançada no ano passado. O espaço interno continua chamando atenção. No porta-malas, a capacidade é de 510 litros. Com o rebatimento do banco traseiro, ele pode atingir 1.257 litros. Ou seja, o carro é confortável para viagens  e transporte de bagagens.


A lista de acessórios é mediana para o segmento. Destaque fica com a central multimídia da Renault, a Nav Evolution, que conta com GPS integrado e compatibilidade com smartphones Android e iOS.

 

 

Tags: snapchat tsi turbo up! volkswagen

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
20 de outubro de 2017