Mercado

Mini Countryman chega no Brasil em três versões; Testamos e aprovamos

Modelo é compacto por fora, mas espaçoso por dentro e chega ao Brasil em três versões, custando a partir de R$ 144.950

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 14/06/2017 17:22 / atualizado em 14/06/2017 17:26 Wagner Souza /Diario de Pernambuco

BMW GRUPO / Divulgação
 

 

Estilo, charme e esportividade são características que descrevem bem os carros da Mini. A nova geração do Mini Countryman, por exemplo, chega ao Brasil esbanjando beleza e muita eficiência na pista para conquistar ainda mais o público dos "pequenos". Diferente do modelo antecessor, o novo Countryman mudou bastante e vem em três versões: Cooper (R$ 144.950), Cooper S (R$ 164.950) e Cooper S All4 (R$ 189.950). Entre as mudanças está a nova plataforma UKL, da mesma família usada em outros novos modelos do Grupo BMW, entre os quais o X1. O veículo passou a ter 4,299 m de comprimento, 1,822 m de largura, 1,557 m de altura e 2,670 m de entre-eixos. O porta-malas também cresceu, de 350 para 450 litros - ou 1.390 litros com o banco traseiro rebatido.

A carroceria é uma das diferentes variações do modelo, que pode ser hatch, cupê, conversível, perua e crossover compacto, que é o caso do Countryman, lançado em 2010. Trata-se de um veículo compacto por fora, mas com bom aproveitamento no espaço interno. O "corpinho" mais volumoso do veículo beneficiou a cabine, que ficou mais espaçosa e confortável. Quem viaja atrás, por exemplo, pode ficar com as pernas às vontade. A posição de dirigir agrada, assim como a disposição dos pedais e a boa empunhadura do volante. Uma novidade é a teconologia MINI Find Mate, que  consiste é um serviço de localização ativado, via conexão Bluetooth, possibilitando localizar objetos esquecidos na cabine (chaveiros, celular, entre outros) por meio de tags sem fio.

 

BMW GRUPO / Divulgação
 

 

Outro ponto que evoluiu fica por conta dos faróis, que não apenas têm novo formato, mas uma borda de LED que funciona como luz diurna. Por dentro, as mudanças incluem o novo mostrador circular, com tela de 8,8 polegadas, sensível ao toque e com GPS embutido.  Ainda na lista de novidades, destaca-se o dispositivo que registra o trajeto e as mudanças das características do piso e maior capacidade de enfrentar trechos de terra.

O nível de acabamento e a habitabilidade do Mini Countryman são outros dois fatores que tiveram melhorias na comparação com a geração anterior. Usaram materiais mais caprichados tanto no painel quanto nos bancos e nas laterais das portas. Além disso, o encosto do banco traseiro é dividido em três partes 40/20/40, o que torna o carro mais versátil no dia a dia. Bom também é que a tampa traseira agora pode ter acionamento elétrico como opcional. A lista de equipamentos disponíveis também tem melhorias e passa a incluir oito airbags e câmera de ré de alta resolução de série em todas as versões. Entre os opcionais, há piloto automático adaptativo e sistema de frenagem de emergência, que detecta a iminência de uma colisão de aciona os freios automaticamente.

 

BMW GRUPO / Divulgação
 

 

O novo Countryman não deixa de transmitir a tão apreciada dirigibilidade dos carros da Mini. O modelo é equipado com duas novas opções de motores turbinados. A versão Cooper traz um três cilindros 1.5 associado a câmbio automático de seis marchas, que entrega 136 cv e 22,4 kgfm e permite ir de 0-100 km/h em 9,6 segundos, com 200 km/h de máxima. Tanto a Cooper S quanto a Cooper S All4 usam propulsor quatro cilindros 2.0 litros de 192 cv e 28,55 kgfm de 1.350 a 5.600 rpm. Nessas duas configurações, a caixa automática é de oito marchas. No Cooper S, o 0-100 kmh é feito em 7,4 segundos, enquanto na All4 dotada de tração integral, em 7,2 segundos. A velocidade máxima é de 225 km/h e de 222 km/h, respectivamente. O veículo é indicado para aqueles que tem um estilo de vida aventureiro ou que costuma pegar uma estrada de terra no final de semana.

Ficha técnica

Motor 1.5

Potência        136 cv de 4.400 a 6.000 rpm
Torque            220 Nm de 1.400 a 4.300 rpm
Aceleração         9.8s
Velocidade Máxima    197Km/h
Transmissão         6 velocidades (automática)
Tração            4x2 dianteira

Motor 2.0

Potência        192 cv de 5.000 a 6.000 rpm
Torque            280 Nm de 1.350 a 4.600 rpm
Aceleração         7.4s / 7.2s
Velocidade Máxima    225Km/h / 222Km/h
Transmissão         8 velocidades (automática)
Tração            4x2 dianteira / 4x4 integral

 

 

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
18 de agosto de 2017
17 de agosto de 2017