Chuva

Confira dicas para cuidar do seu para-brisa

Em tempos chuvosos, os limpadores de para-brisas se tornam ainda mais indispensáveis. Confira as dicas do DP Auto para saber o momento de trocar as palhetas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 01/06/2017 14:39 / atualizado em 01/06/2017 17:41 Gabriela Bento

Talvez você não saiba, mas os limpadores de para-brisa do seu carro são considerados itens de segurança pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Segundo as normas, a troca regular das palhetas é de extrema importância, pois as mesmas são responsáveis por garantir a boa visibilidade do motorista, removendo o excesso de água quando chove e eliminando a gordura acumulada. Essa peça, embora pequena, faz muita diferença no dia a dia de todo condutor, mas você sabe quando deve trocá-la?

 

Limpadores de para-brisa são considerados itens de segurança - Gabriel Melo / Esp. DP Limpadores de para-brisa são considerados itens de segurança
 


Alguns acreditam que as peças devem ser trocadas dependendo da quantidade de vezes que são utilizadas, mas há um equívoco nessa história: mesmo quando os limpadores não são usados com frequência, eles precisam de manutenção e até reposição para você evitar palhetas ressecadas. De acordo com o chefe de oficina da Disnove, Genildo Justino, a melhor dica é ficar de olho na eficiência do item. “Não existe uma regra, é melhor sempre examinar. Depois dos 30 mil km rodados, elas precisam de mais atenção”, explica. Quando estão gastos, você pode identificar sinais como ruídos ou trepidações, falhas na limpeza e formação de faixas e riscos.


Em época de chuva, fique ainda mais atento ao uso do limpador. Para o CTB, dirigir sem acionar o limpador de para-brisa sob chuva é infração grave (R$ 195,23, mais 5 pontos na carteira). Então, é bom ficar atento. Para trocar as palhetas, procure o serviço de um profissional da áreaoficinas ou até em postos de gasolina.

 

Genildo Justino dá a dica de trocar os limpadores a cada 30 mil km rodados - Mandy Oliver / Esp. DP Genildo Justino dá a dica de trocar os limpadores a cada 30 mil km rodados
 

 

MANUTENÇÃO
Quem enfrenta diariamente o trânsito na cidade ou na estrada se depara com veículos maiores, como caminhões e ônibus, deve ter atenção aos mínimos detalhes. Para um vida útil mais longa, preservar as palhetas também é necessário e há recursos para isso. “É importante usar um aditivo recomendado pelo fabricante para prolongar a vida da borracha, para evitar ressecamento, remover o óleo que cai de outros carros e sujam o para-brisa e para não entupir os esguichos (local de onde sai a água) com lodo”, completa Genildo.

 

Jarbas Domingos / Arte DP

 

Será que está na hora de trocar as suas palhetas? Fique atento aos sinais

Ruídos ou trepidações;

Falhas na limpeza no para-brisa;

Formação de faixas e riscos;

Borracha da palheta torcida ou rasgada;

Formação de névoa no para-brisa;

 

 

Tags: nhtsa

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
18 de agosto de 2017
17 de agosto de 2017