Economia

Precisamos conversar sobre consumo consciente

Modo 4x4 deve ser selecionado apenas em situações off road. Confira dicas para usar bem o recurso e não ter prejuízos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 20/03/2017 08:38 / atualizado em 20/03/2017 11:32 Gabriela Bento


Pedro Mota é um dos aventureiros de plantão que está ligado em como promover economia na hora de abastecer o seu Troller - Phillipe Percol/Divulgação Pedro Mota é um dos aventureiros de plantão que está ligado em como promover economia na hora de abastecer o seu Troller
Para adquirir um 4x4 é preciso estar ciente do consumo de combustível. Segundo o engenheiro e chefe de oficina da Disnove, Janildo Justino, por menor que seja a diferença, o utilitário queima mais gasolina do que um 4x2 em qualquer situação. Isso porque, o uso simultâneo dos dois eixos de tração exige força extra, de acordo com o peso do veículo. O gasto de combustível cresce ainda mais quando o carro encontra obstáculos pelo caminho, como terrenos mais difíceis de rodar. Mas ainda assim é possível fazer um uso racional do motor.

 

Justino explica em quais situações é indicado usar o 4x4 - Mandy Oliver/Esp. DP Justino explica em quais situações é indicado usar o 4x4
O chefe de oficina explica que, quando acionada, a tração nas quatro rodas passa exigir rotações mais elevadas do motor, resultando no aumento de consumo do combustível. Para Justino, se o seu carro não for fulltime, ou seja, que possui tração nas quatro rodas em tempo integral,  é importante utilizar a função só em situações especiais. “É preciso estar atento ao tipo de terreno que você está. Caso esteja em momento off road, tipo areia, lama ou barro, é interessante usar”,
explica.


Em áreas urbanas, o uso do recurso é dispensável. O aventureiro pode rodar na cidade, mas não precisa ser exigido ao máximo. Nem mesmo em ruas com buracos,  pois pode ser perigoso. A força extra é para ser usada em pistas sem aderência, com pouco atrito. Só quando for necessário.


O engenheiro e “jipeiro” apaixonado Pedro Mota só faz uso do recurso de maneira racional. “Eu procuro selecionar o modo 4x4 em situações de off road, não uso em asfalto ou piso com muita aderência. A função faz com que os dois eixos trabalhem, aumentando o gasto de gasolina”. Para o amante da adrenalina, o alto consumo de gasolina não é um problema. “Eu rodo com ele na cidade e existe um consumo maior, mas é prazeroso, é lazer, então o gasto se torna irrelevante”, completa. Então, a dica é ficar atento aos locais em que você roda com seu 4x4. Aproveite!

 

 

Tags: itália

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
26 de julho de 2017
25 de julho de 2017