Setor automotivo

Esperança para o mercado em 2017

Depois de um ano de crise, há a promessa de melhora no segmento automotivo, mas que será demorada e gradativa neste ano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/01/2017 09:01 / atualizado em 19/01/2017 10:55 Débora Eloy


Renegade Limited apresentado em novembro já está nas lojas - FCA/ Divulgação Renegade Limited apresentado em novembro já está nas lojas

 

A Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou o balanço que contém o fechamento de 2016 e as estimativas para 2017. Segundo o órgão, o comércio fechou o ano passado com 2,050 milhões de veículos emplacados, uma queda de quase 20,2% em comparação com 2015. Somente dezembro teve um rendimento melhor, sendo o único mês capaz de superar a marca de 200 mil unidades vendidas, com média de 9.291 emplacamentos por dia. A diferença com relação a novembro foi de 14,7%. Se for levar em consideração somente os meses de dezembro, este ainda foi o pior desde 2008, com uma queda de 10,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Mas não foram só as vendas que sofreram, a produção também vem acompanhando a crise. Com uma queda de 11,2% no ano passado, só foram fabricados 2,157 milhões de unidades contra 2,43 milhões em 2015. O pior resultado em mais de 10 anos.

Mas a melhora deve vir no ano de 2017. Segundo a Anfavea, a previsão é que este ano apresente um crescimento de aproximadamente 4% na produção, com um total de 2,413 milhões de veículos sendo produzidos e cerca de 2,133 milhões vendidos. Um evento que movimentou o setor foi o Salão do Automóvel de São Paulo, que contou com diversos modelos que devem estrear por aqui no próximo ano.
 
EcoSport renovado é promessa para o segundo semestre no Brasil - Ford/Divulgação EcoSport renovado é promessa para o segundo semestre no Brasil
 
 
Entre as novidades, 3008 da Peugeot, Niro da Kia, que também é híbrido, GLC Coupé da Mercedes, Tiggo da Chery, X60 da Lifan, S-Cross da Suzuki e o Discovery da Land Rover, além do Renegade Limited da Jeep que já chegou às concessionárias.

Algumas novidades que ainda não tiveram seus lançamentos no Brasil estão prometidas para chegar às revendas também em 2017. É o caso do Ford EcoSport, que teve sua estreia agora no Salão de Detroit, nos Estados Unidos, mas deve aparecer primeiro nas concessionárias do Brasil já em 2017.

Outro modelo que já está finalizado, mesmo ausente do Salão de São Paulo, é o Up!. A Volks também planeja lançar  o Tiguan. Entre as picapes, duas devem chegar ao Brasil, mas só no final do ano, como linha 2018: Mercedes Classe X e a Renault Alaskan. Esta última, inclusive, já apresentada no Salão de Paris.
 
Thiago Cavalcanti da Tambaí: melhoras no segundo semestre - Nando Chiappetta/DP Thiago Cavalcanti da Tambaí: melhoras no segundo semestre
 
 
Revendas na espera
 
Com 12 novidades para 2017, a Chevrolet promete seguir na liderança. Lançou semana passada o Tracker em Detroit, onde também mostrou o Equinox, substituto do Captiva, que deve desembarcar até o fim do ano. “É esperada uma melhora mais rápida a partir do segundo semestre. Já estamos acompanhando uma evolução lenta”, diz Thiago Cavalcanti, diretor da Tambaí.

Para a Toyota, o ritmo será de menos renovação. “A expectativa é que haja uma manutenção no quadro atual  nas vendas no primeiro semestre e uma possível melhora no segundo. Também não teremos muita novidade, só o facelift do Corolla”, explica o diretor comercial da Toyolex Marcelo Ferreira. A New Sedan, inaugurada no Pina, aguarda o novo GLC da Mercedes-Benz, que deve chegar em meados de fevereiro. “Também estamos apostando em GLA, GLE e GLS”, conta Rodrigo Carvalho, Newsland.
 

Tags: pernambuco

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
26 de fevereiro de 2017
25 de fevereiro de 2017
24 de fevereiro de 2017