Mercado

Tire as suas dúvidas antes de comprar um seminovo

Analisar motor, pintura e número do chassi são recomendações para o comprador não ter prejuízos futuros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 05/01/2017 11:20 / atualizado em 05/01/2017 18:24 Thamires Lima

Trocar ou comprar um veículo são grandes passos para começar o ano bem. De acordo com as condições econômicas, boa parte das pessoas opta por adquirir um carro seminovo. Mas a empolgação de levar o futuro veículo não pode atropelar os critérios que precisam ser observados antes da compra. Para evitar dor de cabeça com gastos extras de manutenção é indispensável avaliar cada detalhe.

A análise começa com a revisão visual. Vale observar o número de inscrição do chassi. De acordo com o especialista Alessandro Rubio do Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária), a verificação é primordial. “A checagem serve para identificar se a numeração está sem remarcação e também se está presente em todos os vidros do carro”, alerta. A repintura também é destacada por ele. “Vale examinar se há partes descascadas, com diferença de cor e até com pedaços da carroceria com texturas diferentes do verniz”, finaliza.

Ao chegar ao local de venda, o comprador deve pedir ajuda ao vendedor para conferir detalhes específicos como motor e adesivos de fábrica, para saber se são originais e se continuam intactas. Caso contrário, é possível observar se o carro já sofreu algum tipo de alteração ou reparos.

 

Depois de aprender a lição, Rheldson Santana analisa seminovo com mais detalhe - Shilton Araújo/Esp. DP Depois de aprender a lição, Rheldson Santana analisa seminovo com mais detalhe


Depois de ter uma experiência ruim na compra de um Gol 2003, o empresário Rheldson Santana reforça a atenção na hora de investir no carro desejado, um Corolla. “Quando comprei um Gol 1.6, aparentemente o carro era novo, com pintura nova. Depois de passar três meses da garantia da agência, percebi que o carro estava empinando para o lado direito. Levei ao mecânico e descobri um problema na suspensão”, conta. Rheldson teve prejuízo de quase R$ 5 mil para restaurar o carro e teve que revender o Gol pela metade do preço. Hoje, o condutor pensa duas vezes antes de adquirir um seminovo. “Vejo todo o estado do carro; desde a quilometragem, pintura até a mecânica”, conclui.

 

Pintura é uma das primeiras etapas da checagem - Shilton Araújo/Esp. DP Pintura é uma das primeiras etapas da checagem
 

 

Mesmo depois do comprador checar tudo, é importante a avaliação de um mecânico de confiança. “É essencial que o automóvel passe por uma revisão específica da oficina para averiguar se há problemas na suspensão, se a longarina (parte estrutural) está alinhada ou já foi reparada por solda. Outra dica é conferir a atual condição dos parafusos que fixam os para-lamas e capô, que podem mostrar se ele já foi substituído. Caso estejam marcados ou com sinais de irregularidades, podem indicar que a peça já foi alterada”, destaca Alessandro.

O comprador pode também testar o modelo dando uma volta em torno da loja para examinar os freios e se o carro emite algum ruído ao pisar na embreagem para trocar de marcha. Se tiver uma demora no acoplamento, há indícios de desgastes no componente e isso vai requerer vistoria.

 

"É essencial o automóvel passe por uma revisão em uma oficina de confiança"
 


De olho

  • Número do chassi
  • Pintura
  • Motor
  • Adesivos
  • Volante e pomo do câmbio

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
24 de julho de 2017
22 de julho de 2017
21 de julho de 2017