Salão de São Paulo

Salão de São Paulo: Fortes emoções a bordo das máquinas esportivas

Bienal de São Paulo trouxe modelos de alto desempenho para o visitante curtir cada estande com o coração acelerado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 10/11/2016 15:39 / atualizado em 10/11/2016 17:51 Débora Eloy

Para compensar a falta que fez o lançamento do novo Ecosport no Salão de São Paulo, a Ford anunciou que o seu esportivo mais conhecido estará nas concessionárias em breve, disponível para os amantes da velocidade. O Mustang deve começar a ser a ser vendido apenas em 2018. A Ford já havia feito essa promessa há dois anos, no último Salão. Vamos ver se agora a promessa será concretizada. Desta vez, o comprometimento é maior, a montadora afirmou que o modelo já estará disponível para encomendas a partir do primeiro trimestre de 2017.

 

Ford confirma, mais uma vez, venda do Mustang no Brasil - Jorge Moraes / DP Ford confirma, mais uma vez, venda do Mustang no Brasil
 


No evento foram expostas duas versões do muscle car, o tradicional V8 premium responsável por 435 cv de potência e o Shelby GT 350R que conta com um propulsor V8 aspirado, mais potente da marca, que entrega 533 cv. Ainda não se sabe se as duas opções estarão disponíveis para o mercado brasileiro, nem quais os preços.

 

RAV4 aparece com visual mais esportivo - Jorge Moraes / DP RAV4 aparece com visual mais esportivo
 


Um dos destaques do estande da Toyota é o RAV 4. A perua apareceu com um facelift diferente, com mais pinta de esportivo. Exemplo disso é uma grade mais estreita que se liga aos faróis, também menores e mais finos, além do para-choque, que disfarçou a grande abertura inferior com novos apliques na cor do carro. No interior, o destaque fica por conta da central multimídia e o painel de instrumentos, ambos de última geração.


Mecanicamente, as novidades não são muitas. O motor 2.0 de 145 cv com transmissão CVT de sete marchas e tração 4x2 dianteira ou 4x4 continuam no modelo. Mas a Toyota anunciou que a versão topo de linha do RAV4 terá opção de propulsor 2.5 de 179 cv e câmbio automático de seis marchas. Os valores da nova versão ainda não foram divulgados, mas certamente terão algum aumento sobre os cobrados atualmente, que são de R$ 132.950 a R$ 156.950.

 

Traseira do Panamera, ícone da Porsche - Jorge Moraes / DP Traseira do Panamera, ícone da Porsche
 

 

A estrela da Porsche, o Panamera, foi apresentado em duas versões: Turbo e Cayenne S E-Hybrid. A novidade entrega até 550 cavalos de potência e 779 nm de torque na versão Turbo. Já a aceleração de 0 a 100 km/h do modelo apimentado é feita em 3,6 segundos. O esportivo conta também com uma opção sedã, o 4S que tem como motorização oV6 biturbo de 2,9 litros permitindo ir de 0 100 km/h em 4,2 segundos. A velocidade máxima fica em 289 km/h no 4S e 306 km/h no Turbo. Ambos contam com o câmbio PDK de dupla embreagem com oito marchas e tração nas quatro rodas.

 

Kia começa pré-venda do Cerato 2017 - Jorge Moraes / DP Kia começa pré-venda do Cerato 2017
 


Já a Kia mostrou que é ano de mudança. A montadora trocou a produção na Coreia do Sul por uma fábrica do México, na cidade de Pesquería. Para exibição, trouxe à São Paulo o Cerato 2017. Em um novo estilo, até as rodas estão em aro de 16 polegadas, menores em relação ao ano anterior.
O modelo apareceu com o design reestilizado, com as principais alterações concentradas na dianteira. Os faróis estão maiores e receberam um bloco elíptico e leds diurnos. No para-choque, as luzes para a neblina foram posicionadas de forma mais recuada.


Rápida no quesito vendas, a Kia dá a possibilidade de encomendar o modelo ainda este mês. Os preços começam em R$ 76.990, totalizando um aumento de cerca de R$ 3 mil no mercado de veículos sul-coreanos.

 

Cruze Sport6 chega às lojas em dezembro - Jorge Moraes / DP Cruze Sport6 chega às lojas em dezembro
 

 

Hatch
A Chevrolet já disponibilizou os preços da versão hatch do Cruze na sua estreia em São Paulo. A novidade Sport6 custará o mesmo que o sedã na versão LT, que parte dos R$ 89.990. Já o LTZ custa R$ 101.190, R,3 mil a mais que a versão sedã, já que o hatch possui teto solar. O motor utilizado é o 1.4 turbo responsável por entregar 153 cv e 24,5 mkgf abastecido com etanol. A transmissão é automática de seis marchas com opção de trocas sequenciais. O Cruze chega para concorrer com VW Golf e Ford Focus. O modelo já tem sua pré-venda inciada, mas a comercialização só acontece em dezembro.

 

Conversível off road para fora da cidade - Jorge Moraes / DP Conversível off road para fora da cidade
 

 

Conversível
O Exclusivo Range Rover Evoque conversível fez sua primeira aparição ao público no estande da montadora em São Paulo. O modelo tem preço sugerido de pré-venda de R$ 292.500 com edição limitada. Derivado na versão topo de linha do HSE Dynamic, o conversível é capaz de abaixar a capota em 18 segundos em velocidade de até 48 km/h. Para fechar, são necessários 21 segundos.


O motor permanece o mesmo 2.0 turbo com 240 cv junto com o câmbio automático de nove marchas da ZF. A tração é integral e controlada automaticamente pelo sistema Terrain Response. O Evoque é o único conversível do mundo off-road, de acordo com a Land Rover.

 

Mercedes apresenta versão sedã do Classe E - Jorge Moraes / DP Mercedes apresenta versão sedã do Classe E
 


A Mercedes-Benz apostou na versão sedã do Classe E (W213) do AMG 4MATIC. O modelo já havia sido exibido no início do ano no Salão de Nova York, enquanto as vendas na Europa foram liberadas. O sucesso do carro se dá pelo poderoso motor e tração integral. O câmbio automático recebeu nove marchas, resultando em uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 4,5 segundos. Para completar, o modelo oferece amortecedores adaptativos, que se dividem entre Comfort, Sport e Sport Plus.

 

 

Tags: nacional

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
23 de janeiro de 2017