Tecnologia

Audi aposta em serviço de mobilidade

Montadora trabalha no desenvolvimento de compartilhamento de carros de luxo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 04/11/2016 16:23 Débora Eloy

Projeto-piloto batizado de Audi Share tem como objetivo compartilhamento de carros premium da montadora no Brasil. Mantendo a linha de iniciativas diferenciadas, sempre relacionadas a mobilidade, fabricante também aposta em condução autônoma e conectividade em seus carros.

 

Audi / Divulgação
 

 

Inicialmente o projeto será lançado em fase piloto, somente funcionários de empresas instaladas no condomínio corporativo WT Morumbi (sede da Audi), em São Paulo poderão utilizar dessa nova ação.

Serão disponibilizados cinco carros, que vão desde o A3 sedã até o esportivo Audi TT. As reservas poderão ser feitas por hora, dias ou fim de semana. Nesta fase inicial da iniciativa, a Audi tem como objetivo avaliar a funcionalidade do serviço e a viabilidade do modelo de compartilhamento no mercado brasileiro.

O CEO da Audi no Brasil Jörg Hofmann afirma que a opção do serviço com carros premium pode ser uma boa escolha para os consumidores brasileiros. “Queremos oferecer uma opção viável para quem quer utilizar um veículo da Audi por um período determinado a um valor acessível”, comenta.

 

Audi / Divulgação
 

 

Os interessados devem fazer a reserva por telefone ou presencialmente no escritório da montadora. Depois de formalizado o contrato, o pagamento pode ser feito por meio de cartão de crédito ou via paypal. A retirada e a devolução do veículo será realizada na hora agendada no estacionamento do condomínio.

Em uma estimativa, um A3 sedã por uma hora, sai por R$ 45 + R$ 0,70 por quilometro rodado. Já um fim de semana com o esportivo TT que conta com 230 cavalos de potência,, de sexta à tarde até segunda-feira de manhã sai por R$ 990. Dentro desses valores já estão incluídos seguro e combustível.

 

 

Tags: veículos

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
16 de janeiro de 2017
15 de janeiro de 2017