Prova do Detran

Desafios da prova prática do Detran para pilotar motos

Nervosismo, estresse e medo são alguns dos sintomas que podem tomar conta na hora de tirar a CNH tipo A

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 31/10/2016 11:25 / atualizado em 31/10/2016 18:20 Débora Eloy
De acordo com o Detran-Pe, a prova do oito é a que mais reprova os candidatos - Paulo Maciel/ Divulgação De acordo com o Detran-Pe, a prova do oito é a que mais reprova os candidatos
É comum ouvir pessoas comentando e até mesmo se identificando com outra quando dizem que na hora do teste prático do Detran a baliza foi a vilã da prova ou até mesmo a garagem não ajudou na hora de ser aprovado. Os erros mais comuns na prova de carro são bastante conhecidos, tanto que quando você vai fazer pela primeira vez, sempre tem alguém dando alguma dica de como proceder nessas fases. Mas o difícil é encontrar alguém que comente sobre as dificuldades nas duas rodas. Qual a prova mais tensa, do oito ou da prancha? Estes são dois dos vários desafios de quem pretende adquirir a habilitação do tipo A, para pilotar motocicleta.

Mas não são só esses erros que reprovam quem pretende conseguir a habilitação na categoria, existem outras penalidades comuns que comprometem a prova. As mais comuns são iniciar a prova sem estar com o capacete ajustado ou afivelado; deixar a viseira levantada; avançar sobre o meio-fio ou a indicação de parada obrigatória; bater em um ou mais cones de balizamento; colocar o(s) pé(s) no chão com a moto em movimento e, por último, cair da moto ou provocar acidente durante o exame.

De acordo com o Detran-Pe, a prova do oito é a que mais reprova os candidatos - Paulo Maciel/ Divulgação De acordo com o Detran-Pe, a prova do oito é a que mais reprova os candidatos
O estudante de administração Luiz Gonzaga, 24 anos, teve pouca dificuldade. “Achei a prova tranquila, difícil foi só começar a andar, na saída, por não ter prática. Se tem que listar algo mais difícil, acredito que a parte da prancha”, comenta. A universitária Carolina Barbosa também enfrentou dificuldades na hora de se equilibrar em cima da prancha. “Ela foi a maior vilã, mas vi muita gente colocando o pé no chão logo no começo da prova, por se desequilibrar”, comenta.

Já o também estudante Carlos Sena, 23 anos, conta que o oito foi o mais complicado. “Depois da prancha, a pessoa precisa se equilibrar e ter mais concentração. Realizar a prova do garrafão é bastante complicado, tem gente que faz duas bolinhas pelo nervosismo e acaba não conseguindo completar o oito”, revela.

Carolina optou por aulas extras para ganhar confiança - Debora Eloy/Esp DP Carolina optou por aulas extras para ganhar confiança
O estresse ante um exame, seja prático ou teórico, pode influenciar o desempenho do candidato. Esta frase parece destinada a quem pretende fazer vestibular ou participar de uma entrevista de emprego, mas para aqueles que desejam realizar as provas do Detran, a sensação se assemelha. Raquel Almqvist, responsável pelo departamento de psicologia de tráfego da Abramet (Associação Brasileira de Medicina do Trânsito) explica por que o nervosismo. “Muitas vezes, quando se vai fazer um teste, não se sabe o que vai cair na prova, então é natural se sentir nervoso”, diz. Porém, ela esclarece que para fazer o teste prático do Detran, o candidato não precisa se preocupar. “Será avaliado aquilo que a pessoa já sabe fazer, por isso não há nenhuma surpresa em relação ao exame”.

A dica principal de Raquel é fazer o teste apenas quando tiver certeza de que sabe todos os procedimentos. “O candidato precisa ir para o exame pensando: ‘eu sei fazer isso? Se eu sei eu vou fazer’”, afirma. É importante não apressar o exame, não tentar fazer sem antes ter segurança. Carolina optou por algumas aulas extras para fazer a prova com segurança. “Paguei por fora para ganhar mais confiança”, revela.


1 - Calma e segurança são
fundamentais na hora de
encarar a prova. Por isso,
escolha a melhor data para
realizar, nada de escolher
um dia atarefado com
mais de um compromisso.

2 - Faça o exame como se
fosse mais uma aula e
veja o examinador como o
seu instrutor, isso pode
fazer com que o estresse
não tome conta e a prova
possa ser feita com mais
naturalidade.

3 - Não ligue para os outros
candidatos. O nervosismo
deles pode acabar
afetando seu desempenho.

4 - Treine bastante. Quanto
mais exercícios realizados
antes da prova decisiva
maior a sensação de
confiança.

5 - Vale também levar o
próprio capacete e
conhecer o local do
exame antes. Tudo para
garantir a tranquilidade.
 

Tags: salão

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
27 de julho de 2017
26 de julho de 2017