SUV Flex

Compass com opção mais em conta

Relação custo-benefício do Longitude é a melhor aposta da gama. Sobra espaço no novo modelo da Jeep

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/10/2016 09:45 / atualizado em 24/10/2016 13:19 Jorge Moraes /Diario de Pernambuco
Aposta da FCA é do motor flex, que vem do México representar 70% do mix de vendas - Jeep/Divulgação Aposta da FCA é do motor flex, que vem do México representar 70% do mix de vendas
São
Paulo - Faltava o flex. O mais barato Compass e com tração 4x2, terceiro produto do polo automotivo de Pernambuco, nasceu como celebridade global e se tornou o caçula do grupo FCA no país. No Guarujá testei o carro no caminho de Riviera de São Lourenço, com direito à chamada análise família: SUV completo com quatro pessoas a bordo e subindo trechos sinuosos. Ahhh! Sempre motivador conduzir pelas curvas da estrada de Santos. O Tigershark, nome do motor, nasce no Sport de R$ 99,9 mil, passa pelos R$ 107 mil do Longitude e termina nos R$ 124 mil que é o Limited.

A Jeep diz que agora não vai faltar nada e nem haverá erro no mix. As apostas são de 70% para o grupo flex contra o saldo das versões a diesel. Será mesmo? A brecha deixada por Toyota e Honda com Rav-4 e CR-V permitiram um preenchimento desse mercado com o Compass, principalmente na melhor compra: Longitude diesel. Pronto, falei e opino com certeza, mas tudo vai depender do seu bolso, porque não sendo a óleo ficaria a opção flex.
 
A Jeep diz que agora não vai faltar nada e nem haverá erro no mix - Jeep/Divulgação A Jeep diz que agora não vai faltar nada e nem haverá erro no mix
A mecânica do carro foi desenvolvida nos Estados Unidos, mas é da planta do México que vem o 2.0 em defesa dos 166 cavalos de potência a 6.200 rpm com 20,5 Kgfm a 4 mil giros, sendo 86% do torque máximo a 2 mil rpm. Respire! São 4 cavalos a menos que o diesel e R$ 30 mil a menos também. Fez a conta? Com gasolina, a potência é de 159 cv. A transformação do propulsor em bicombustível foi feita pela engenharia da Latam porque aqui “rankeia” o uso do etanol.

O motor com bloco e cabeçote de alumínio, sua maior novidade, tem um duplo comando variável de fase que permite otimização do desempenho. Isso gera eficiência de energia e economia de combustível. Nele, nada de troca de correia dentada e de 0 a 100 se faz em 10,9 segundos. Nota 8 para a proposta de melhor compra, sendo a Longitude flex repito. O câmbio seis marchas é diferente do motor a óleo 2.0.

Disposto, o carro pode não surpreender no quesito consumo. Na estrada com quatro adultos fez média de 8 km/l exigindo bem do veículo com etanol. Na sua mão esse número certamente será outro. A cabine oferece conforto, pouco ruído a bordo, mesmo a unidade testada apresentando os mesmo erros de zoada no forro da porta do motorista e na coluna B. Talvez eu tenha sido sorteado porque a versão a diesel que pilotei era irretocável.

Por dentro, couro misto nos assentos e pouco ruído - Jeep/Divulgação Por dentro, couro misto nos assentos e pouco ruído
A posição de dirigir é boa com ajustes manual do banco e volante. Na tela é possível comandar as funções do navegador, som, temperatura e eliminar o insuportável alarme de trava e abertura das portas que copia de forma amplificada o sinal sonoro de um micro-ondas. Couro misto nos assentos e duas bolsas infláveis.

Quanto ao design, a inspiração foi no Grand Cherokee, não é novidade. Faróis de xênon de série só no Limited, mas a assinatura em LED é comum a todos, assim como as luzes diurnas. Espero também que a partir de agora a Mopar, divisão de acessórios, consiga impressionar como faz nos Estados Unidos. No Renegade isso não acontece. O porta-malas, um dos cartões de visita, oferece 410 litros.

*Viajou a convite da FCA do Brasil

Ficha técnica:

Jeep Compass
Motor 2.0 Tigershark

Sport, Longitude e Limited flex:

Potência
166 cv a 6.200 rpm

Torque máximo
20,5 kgfm a 4.000 rpm

Longitude diesel 4x4

Potência
170 cv (e)

Torque máximo
35,7 kgfm a 1.750 rpm

Trailhawk diesel 4x4

Potência
170 cv a 3.750 rpm

Torque máximo
35,7 kgfm a 1.750 rpm

Na sua casa de
R$ 99,9 mil a R$ 124 mil
 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
20 de janeiro de 2017
19 de janeiro de 2017