De volta

Toyota anuncia que o RAV4 voltará ao mercado

A previsão é que em janeiro a versão 2017 do utilitário já esteja nas lojas da marca; Montadora tinha suspendido a importação do modelo desde o ano passado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/09/2016 17:02 / atualizado em 08/09/2016 16:13 Thainá Nogueira /Diario de Pernambuco

Depois de quase um ano com as importações paradas, a Toyota anunciou que o RAV4 voltará a ser comercializada por aqui. A previsão é que em janeiro a versão 2017 do utilitário já esteja nas lojas da marca. Estima-se que o novo modelo esteja no Salão do Automóvel de São Paulo que acontecerá em novembro.

 

Estima-se que o novo modelo esteja no Salão do Automóvel de São Paulo - Toyota / Divulgação Estima-se que o novo modelo esteja no Salão do Automóvel de São Paulo
 

 

Atualmente, os modelos vendidos do SUV são referentes a produção de 2015. Isso porque a Toyota parou de importar a RAV4 do Japão desde o ano passado em decorrência da alta do dólar. As versões vendidas do modelo são as 2.0, de 145 cavalos e 19,1 kgfm de torque, que vem acoplado a uma transmissão do tipo CVT. Além da 2.5, que vem com 179 cv e 23,8 kgfm de torque, combinado a um câmbio automático de seis marchas. Os preços do RAV4 costumam ser por volta dos R$ 130 mil. Mas talvez para o próximo ano os números aumentem.


A média da Toyota nas vendas do RAV4 são de 5 mil unidades por ano. Desde 2012 que o modelo é vendido no Brasil. A montadora espera otimizar esse número com a nova versão do modelo e ficar a frente na disputa de vendas dos principais rivais, como o Honda CR-V, que vendeu cerca de 14 mil unidades no ano passado, Hyundai iX35, que foi vendido mais de 11 mil vezes no mesmo período, e do Chevrolet Captiva, que teve mais de 9 mil versões nas ruas.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
23 de março de 2017
21 de março de 2017