Sem motorista

Primeiro serviço de taxi autônomo em Cingapura

nuTomy, pequena empresa filial do MIT, foi responsável pela criação do serviço sem motorista

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 26/08/2016 15:34 / atualizado em 26/08/2016 17:19

Nem Google, nem Uber, nem Microsoft ou qualquer outra grande empresa. O primeiro serviço de transporte de passageiros autônomo foi protagonizado pela nuTomy, filial da MIT. A empresa colocou em funcionamento nesta quinta-feira (25) o primeiro táxi sem motorista, que pode ser alugado ou pego na rua por qualquer pessoa. Porém essa novidade só está disponível, até o momento, em Cingapura. A nuTomy está há dois anos fazendo testes na cidade-Estado, com o intuito de lançar uma frota de táxis autônomos em operação no ano de 2018. A filial pretende estudar a interação das pessoas com os carros autônomos através das viagens realizadas.

Por enquanto, a limitação geográfica, onde será possível pegar o táxi é bastante limitada, somente 6 km de vias públicas. É o mesmo espaço onde foram realizados os testes do veículo e onde continua sendo estudado o funcionamento desse tipo de carro. Refere-se ao One North, distrito financeiro de Cingapura que conta com sedes de grandes empresas tecnológicas do mundo e que tenta se equiparar com o Vale do Silício nos Estados Unidos. E foi pela afinidade com o mundo tecnológico que o local foi escolhido para desenvolver o táxi autônomo. As pessoas escolhidas para testar a versão beta vivem ou trabalham no One North. Mas a nuTonomy já planeja expandir os testes para outros lugares em alguns meses.

 

Por enquanto, táxi só roda em uma área de 6 km - nuTonomy / Divulgação Por enquanto, táxi só roda em uma área de 6 km
 

 

Os veículos utilizados para os testes são elétricos e o primeiro protótipo é um Mitsubishi imiev. Porém, a frota de 2018 do carros autônomos em Cingapura serão do modelo Renault Zoe. A empresa ainda afirma que estão sendo realizados estudos para utilizar outros carros em outros países.

O pioneirismo de Cingapura pode ser creditado ao governo, principal apoiador da nuTonomy, que chegou a financiar o equivalente a R$ 58 mi para a empresa. O projeto visado pela administração da cidade-estado é transformar o local em um líder tecnológico, por isso a leva a apostar na incorporação inovadoras por lá.

 

 

 

O principal diferencial em relação aos outros carros autônomos é o software desenvolvido pela filial do MIT. A maioria dos novos modelos fabricados possuem sensores, câmeras, lasers e scanners muito semelhante, por isso o valor agregado está na configuração dessas ferramentas. Dessa forma, durante o processo de condução a start-up criou é utilizada uma lógica que se difere das grandes empresas de tecnologia.

O sistema da nuTonomy é regido por várias regras fundamentais que o veículo precisa captar em ordem de importância. O carro precisa saber quando deve quebrar uma delas para cumprir outra de maior relevância. Duas das principais normas do carro da start-up são manter a velocidade, em primeiro lugar, e, depois, manter-se alinhado em relação aos demais veículos.

 

 

Tags: inglaterra

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
25 de julho de 2017
24 de julho de 2017