Novidade

Ford lança New Fiesta com motor turbo

1.0 EcoBoost é aula de eficiência e compacto da Ford ganha destaque entre os "apressados". Preço será o maior desafio da rede

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 28/06/2016 16:40 / atualizado em 15/08/2016 15:38 Jorge Moraes /Diario de Pernambuco

Campinas - Por fora um Fiesta completo, visualmente charmoso e regado a um bom acabamento externo com rodagem aro 16 e a logomarca estampada na traseira indicando a versão badalada no mundo da tecnologia, a EcoBoost. Sinônimo de rebeldia mecânica e status, esse carro, não é um simples compacto.

Depois de ligado, o Ford mostra silêncio de bordo, câmbio automático de seis velocidades (Powershift) e logo na primeira marcha, o valente motor três cilindros de 125 cavalos, turbo alimentado com injeção direta e duplo comando variável de válvulas mostra que é gigante.

 

Ford / Divulgação
 

 

O EcoBoost acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos. E também corre no preço de R$ 71.990 na única versão: Titanium Plus, topo da gama. Preço de R$ 2 mil a mais comparado ao Fiesta 1.6 de mesma potência. O fabricante apostará também na opção SEL, todos 2017.

O carro tem uma realidade mecânica que gera prazer, esperteza e expressa para o motorista o pedido que diz: "pode pisar que eu respondo". A motorização de excelência precisa ser bem vendida pelo concessionário que terá trabalho para explicar o Fiesta turbo na cola do Focus. Mais ainda para justificar a disputa de propulsão e proposta (não de veículo) entre Up! e HB20 Turbo.

 

Ford / Divulgação
 

 

Eles são diferentes, mas todos entregam o ranking da esportividade turbinada. E quanto ao lançamento? Um prazer em guiar com mais emoção e menos razão de bolso para quem contou o dinheiro. Quem inicialmente não vai fazer conta... Pode ir fundo. Apaixonados por carros espertos vão curtir a proposta e entender que se trata de um produto tecnicamente mais forte comparado ao Volkswagen e o Hyundai, que só oferecem transmissão manual.

Mas existe emoção sem cambiar manualmente como os legítimos esportivos de antigamente? Sim e como. Basta entender o jogo da marcha, reclamar da lamentável falta do paddle shift (borboletas atrás do volante) e pronto. Curtir a tecnologia com eficiência de consumo.


A direção elétrica leve permite manobras com mais facilidade. Para o condutor, a posição de guiar com p banco baixo é pura adrenalina. Vale experimentar o teste drive.

A meta de 12,2 km/l na cidade e 15,3 km/l na estrada com gasolina rendeu nota A no Conpet do Inmetro, órgão que classifica os motores quanto à eficiência energética no país.

Ah! Não dá para esquecer que o esse propulsor  já entrega 90% do torque em 1.500 rpm.


Ford / Divulgação


Segurança e estética

O Fiesta Titanium traz 7 airbags (frontais, laterais, de cortina e de joelho para o motorista), sistema de partida sem chave que tem sensor de presença, bancos em couro, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor eletrocrômico, piloto automático e ar-condicionado digital.

Tem também sistema de conectividade SYNC com comandos de voz, AppLink para acesso a aplicativos de smartphones e Assistência de Emergência. O espaço interno para cinco pessoas é apertado. Quatro mandam bem.

O desenho é o mais arrojado entre todos os compactos e oferece harmonia. Comece pela grade frontal, faróis, laterais baixas e lanternas triangulares na traseira, assim como o teto com ligeiro rebaixamento que casa com o corte do para-brisa traseiro.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
19 de outubro de 2017