Puro Luxo

Rolls-Royce lança conceito de luxo que projeta tapete vermelho

Passageiros que não dispensam um luxo podem estar mais perto de ter o carro dos sonhos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/06/2016 15:39 / atualizado em 17/06/2016 16:19
A Rolls-Royce apresentou seu mais novo e primeiro conceito criacional e futurista em 112 anos de história. O modelo faz parte do projeto Vision Next 100, do grupo BMW, que revela como a empresa imagina seus carros pelos próximos 100 anos.

 

100% autônomo, modelo já dispensa volante - Rolls-Royce / Divulgação 100% autônomo, modelo já dispensa volante


Para entrar no conceito, o “motorista” não precisa abrir uma porta. O teto se levanta e projeta uma luz vermelha que simula um tapete vermelho fazendo o passageiro se sentir em um evento de luxo.

 

Primeiro conceito criacional e futurista em 112 anos de história - Rolls-Royce / Divulgação Primeiro conceito criacional e futurista em 112 anos de história


Aliás, motorista entre aspas porque o carro é 100% autônomo. Por isso ele já vem sem volante  e o interior pode se transformar em uma sala de estar. Não existe divisão entre passageiros da frente e de trás e nem instrumentos que devem se tornar supérfluos, de acordo com a montadora.

 

Projeto revela como a empresa imagina seus carros pelos próximos 100 anos - Rolls-Royce / Divulgação Projeto revela como a empresa imagina seus carros pelos próximos 100 anos
 


A única coisa que estaria entre os passageiros e a comunicação com o carro seria uma tela transparente de OLED. A tradição da Rolls-Royce permanece no relógio analógico no centro do painel frontal.

 

Interior pode se transformar em uma sala de estar - Rolls-Royce / Divulgação Interior pode se transformar em uma sala de estar
 


A previsão da fabricante é que os veículos de alto luxo do futuro sejam totalmente configuráveis e montados de acordo com os desejos do cliente desde o seu tamanho até o desenho. O modelo apresentado seria somente uma das inúmeras possibilidades. No entanto, o que ficaria a cargo da montadora seria o motor, que deve ser sempre elétrico. E o consumidor também não poderia guiar seu carro, já que ele seria controlado por uma assistente virtual batizada de Eleanor.

 

Teto levanta e projeta uma luz vermelha que simula um tapete vermelho - Rolls-Royce / Divulgação Teto levanta e projeta uma luz vermelha que simula um tapete vermelho

 

 

Tags: da

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
25 de maio de 2017
24 de maio de 2017
23 de maio de 2017