Escândalo

Funcionário da Volkswagen suspeito de destruir provas do Diesel Gate

Os investigadores acreditam que o suspeito tinha pedido a colegas para "se livrarem de dados, o que foi parcialmente executado"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 13/06/2016 12:13

As autoridades alemãs encarregadas de investigar o escândalo de falsificação nos testes de emissão de poluentes da Volkswagen abriram uma investigação sobre um funcionário da montadora suspeito de ter destruído provas da fraude, apurou a AFP na quinta-feira.


A investigação sobre o empregado foi "aberta recentemente", disse à AFP Klaus Ziehe, um porta-voz dos promotores da cidade de Brunswick, no norte do país. Os investigadores acreditam que o suspeito tinha pedido a colegas para "se livrarem de dados, o que foi parcialmente executado".

 

Paulo Paiva / DP
 


Algumas das informações poderiam ser recuperadas, de acordo com os promotores, que acrescentaram que os dados perdidos não foram considerados significativos. Promotores alemães estão tentando descobrir quem foram os mandantes do escândalo de fraude de poluição na Volkswagen.


O caso foi revelado em setembro passado, quando a montadora admitiu ter instalado softwares em 11 milhões de veículos a diesel no mundo todo para falsificar o resultado dos testes de emissões de gases poluentes.
Os custos ainda incalculáveis do caso - incluindo multas regulatórias e custos legais em vários países - empurraram, no ano passado, a Volkswagen para o vermelho pela primeira vez em mais de 20 anos.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
22 de julho de 2017
21 de julho de 2017
20 de julho de 2017