Nacional

Mercedes-Benz produzirá Classe C na nova fábrica

Montadora alemã inaugura nova planta no interior de São Paulo com capacidade anual de produzir 20 mil automóveis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 28/03/2016 13:48 / atualizado em 28/03/2016 14:21 Luciana Elldorf /Diarios Associados

Iracemápolis (SP) - No ano em que comemora 60 anos no Brasil, a Mercedes-Benz inaugurou uma nova fábrica nesta cidade, no interior de São Paulo. Agora, a montadora será a única da indústria automotiva a produzir automóveis, vans, ônibus e caminhões na América Latina. O primeiro automóvel a sair da linha de produção é o Classe C. Após o início da produção do sedã, o SUV GLA também sairá da fábrica em agosto. Neste primeiro momento, a planta foi projetada para uma capacidade anual de 20 mil veículos. Agora são 26 plantas da Mercedes-Benz no mundo. Apesar do conturbado momento econômico, a Mercedes-Benz obteve recorde de vendas no Brasil em 2015. “Acreditamos nas perspectivas de longo prazo do mercado de automóveis no Brasil”, declara Markus Schäfer, do CEO da montadora alemã.

 

Sedã Classe C é o primeiro da linha de produção da 26ª fábrica da marca no mundo - Mercedes-Benz / Divulgação Sedã Classe C é o primeiro da linha de produção da 26ª fábrica da marca no mundo
 


A prova disso foi o investimento de mais de R$ 600 milhões na nova unidade de produção dos automóveis, com expectativa de criar cerca de 750 empregos até o fim de 2016. Outros empregos serão gerados pelos distemistas.

 

Planta de Iracemápolis teve investimento acima dos R$ 600 milhões - Mercedes-Benz / Divulgação Planta de Iracemápolis teve investimento acima dos R$ 600 milhões
 


Produtos
Ambos, o Classe C e o GLA, utilizam plataformas diferentes, mas podem desenvolver pelo menos duas famílias, por isso a expectativa de no futuro sair outros modelos, como o Classe A (hatch), CLA (sedã), GLC e GLC Coupé.

 

Mercedes-Benz / Divulgação
 

 

A Mercedes passou a ser a única montadora a produzir automóveis, caminhões, ônibus e vans na América Latina. Cerca de 30% da mão de obra são da própria cidade. Colaboradores também foram enviados a outras fábricas da marca no mundo para se familiarizarem com os processos de produção e integrar melhor o conceito global das demais.

 

Mercedes-Benz / Divulgação

 

A fábrica implantou sistema de produção sustentável, utilizando conceitos e ações voltados à preservação e à redução do consumo de recursos naturais. A planta produz 50% da energia que consome, em um sistema híbrido que utiliza energia elétrica e gás natural. A construção aconteceu em rápidos 12 meses.

 

Mercedes-Benz / Divulgação
 

 

Classe A
Na década de 1990, outra fábrica da Mercedes-Benz foi instalada no Brasil, em Minas Gerais. Até então a montadora só produzia ônibus e caminhões no país. A grande aposta da fábrica foi o Classe A, com preço bem abaixo dos importados da marca, cerca de 70% mais barato. Porém, junto com a instalação da fábrica veio a desvalorização do real, acarretando num aumento do preço. Outro fator é que o modelo não agradou aos compradores brasileiros. A produção ficou abaixo dos 10% esperado, até que em 2010 a fábrica foi adaptada para produzir apenas caminhões, deixando os carros de lado. Agora, 17 anos depois, a Mercedes traz mais outra vez uma fábrica de automóveis para o país, dessa vez apostando, a princípio, no Classe C.

 

*Jornalista viajou a convite da Mercedes-Benz

 

 

Tags: de

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
21 de março de 2017
20 de março de 2017