Lançamento

Kia renova frota

Com quatro lançamentos e nova fábrica no México, montadora sulcoreana inicia nova fase no Brasil, mas agora, motivada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 10/12/2015 13:00 Taciana Góes /Diario de Pernambuco
"Não vamos fechar". A afirmação é do presidente da Kia Motors no Brasil, José Luiz Gandini. Depois de um ano difícil para as importadoras de automóveis, a montadora tem esperanças na nova planta do México para melhorar as vendas no Brasil. A marca foi uma das mais afetadas pelo Inovar Auto, regime automotivo adotado desde 2013, que limita a cota de importação sem o IPI elevado. Mesmo assim, 2016 será o início de uma nova fase para a Kia, com agenda de quatro importantes lançamentos. A grande novidade é o Rio, o modelo mais vendido da marca no mundo.

Hatch premium Rio é o mais vendido da marca no mundo e chega em julho - Gudrun Muschalla/Divulgacao Hatch premium Rio é o mais vendido da marca no mundo e chega em julho


O hatch será lançado em julho antecipadamente, trazido da Coreia do Sul, durante os Jogos Olímpicos do Rio, em três versões – hatch de duas portas, de cinco portas e o sedã. Só no último bimestre de 2016 que virá do México. Não há confirmação de detalhes como motorização e versões, mas a aposta é no motor o 1.6 16v de 128 cavalos, o mesmo do HB20. O hatch tem perfil de compacto premium e deverá se situar entre o Picanto e o Cerato hatch para brigar contra Ford Fiesta, Citroën C3 e Peugeot 208.

Outro modelo aguardado é o Sportage, apresentado no último Salão de Frankfurt. "O público já está interessado, procurando informações, até porque este é um dos carros-chefes da marca e agora virá diferente, mais largo", revela o gerente comercial da Intervia, revenda Kia localizada na Avenida Norte e no bairro da Imbiribeira, Felipe Azevedo.

Apresentado no Salão de Frankfurt, Sportage abre ano de lançamentos da montadora - Kia/Divulgacao Apresentado no Salão de Frankfurt, Sportage abre ano de lançamentos da montadora


Com visual de Porsche, o Sportage desembarca no país em março, o primeiro do portfólio a ser renovado, ainda via Coreia do Sul, para só em junho ser importado do México, quando também chega o Optima. O mais vendido da marca, o Cerato, recebeu um facelift e vem em junho, também da planta mexicana, fechando as novidades.

Balanço
A Kia já foi a maior importadora do Brasil com 180 concessionárias. Enquanto em 2011, a Kia vendeu 77 mil unidades, a previsão para 2015 é desanimadora. A previsão é fechar o ano com 16 mil veículos vendidos e 120 revendas (60 a menos). Apesar do balanço desanimador e de um 2016 difícil, a expectativa para o próximo ano é vender mais modelos da marca. “Depois de cinco anos, pressionados pela imposição de 30 pontos percentuais no IPI, tudo indica que teremos em 2016 uma pequena recuperação”, acredita Gandini.

Optima chega em junho após facelift - Kia/divulgação Optima chega em junho após facelift


 A aspiração com a nova fábrica do México é aumentar o volume de vendas para 21 mil unidades/ano - atualmente são 4.800 unidades/anuais. Vale ressaltar: a tributação do IPI permanece sobre os importados, mesmo com a produção mexicana. “Estamos esperando um 2016 melhor, apesar da falta de expectativa de reação do mercado no primeiro semestre, graças as novidades. Acredito que o Rio deva custar entre R$ 60 mil e R$ 70 mil”, aposta Carlos Felipe Azevedo, da Intervia.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
23 de outubro de 2017