Evento

Salão de Milão recheado de novidades

Principais marcas do mundo duas rodas levaram lançamentos de tirar o fôlego

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 23/11/2015 16:26 Marília Parente /Diario de Pernambuco
De portas abertas dos dias 19 a 22 de novembro, a 73ª edição do Salão de Milão (Eicma) revelou algumas das principais novidades do mundo duas rodas. Yamaha e Suzuki adotaram uma proposta esportiva, com MT-10 e GSX-R1000, enquanto uma Honda discreta apresentou o protótipo de scooter off road City Adventure. A principal mostra do setor das motocicletas foi responsável pela estreia mundial de pelo menos 25 modelos. No estande da BMW, os destaques foram a G 310R e a R nine T Scrambler. A primeira é uma naked montada em Manaus (AM), que representa a estreia da marca no segmento de baixa cilindrada, com motor monocilíndrico de 313 cm³, com arrefecimento líquido de 34,4 cavalos de potência a 9.100 rpm e torque máximo de 2,85 kgf.m a 7.500 rpm. A marca aposta que a moto será seu veículo mais vendido no Brasil. Já a R nine T Scrambler se destaca pelo visual vintage e, apesar de trazer a mesma mecânica do modelo oferecido no mercado nacional, recebeu modificações que a deixaram mais disposta a encarar as estradas de terra: garfo telescópico com sanfonas na bengala, roda de 19 polegadas na dianteira, escapamento alto com ponteira dupla, grade protetora no farol.
Yamaha MT-10 conta com motor quatro cilindros, 998 cc  - EICMA/Divulgacao Yamaha MT-10 conta com motor quatro cilindros, 998 cc
Prata-da-casa, a Ducati promoveu nada menos do que sete lançamentos em Milão. Dentre eles, a Scrambler Sixty2, nova versão "menor" do modelo, com modesta capacidade de 400 cc, que certamente virá ao Brasil. Por sua vez, a Honda reestilizou a NC 750X, que agora conta com espaço porta-capacete de 22 litros, para-brisa 7 cm mais alto e farol em LED. Além disso, o visual da moto ficou mais moderno, graças a novidades como o escapamento poligonal. A também japonesa Yamaha surpreendeu ao ousar com a MT-10. A naked radical tem uma pegada %u201Cfuturista%u201D, equipada com dois faróis de LED monofocal, guidão alto e largo (que favorece a pilotagem cotidiana), acelerador eletrônico com três mapas, além de um verdadeiro motor de nave, quatro cilindros, 998 cc e virabrequim crossplane. Quem também roubou a cena com o estilo esportivo foi a KTM 1290 Super Duke GT, própria para viagens longas, com piloto automático, tanque com capacidade para 23 litros, além de motor "V2" de 1301 cc e 173 cavalos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
24 de julho de 2017
22 de julho de 2017
21 de julho de 2017