Mercado

Pernambuco, o estado das mulas

Chegada da fábrica de automóveis do grupo FCA Chrysler trouxe à nossa região veículos disfarçados e provoca a curiosidade nas ruas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 23/11/2015 12:43 Taciana Góes /Diario de Pernambuco
Tudo bem que o pernambucano tem mania de grandeza, mas ter uma fábrica de automóveis do porte da de Goiana, do grupo FCA Chrysler (Fiat e Jeep), trouxe um sinal de orgulho e gratidão no discurso da gente. Além dos milhões investidos e dos empregos gerados, o polo automotivo trouxe às nossas ruas as famosas "mulas", ou seja, carros que ainda não foram lançados no mercado com disfarces, adesivados. Há mais de um ano, nossa redação recebe fotos e vídeos de veículos flagrados, principalmente na Zona Sul do Recife e rodovias do estado. O Jeep Renegade, primeiro modelo "parido" pela planta de Goiana, exibiu as suas linhas primeiro na avenida Boa Viagem, antes de ser estrela do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, Frankfurt, Japão. O modelo nasceu aqui e ganhou o mundo, além da liderança no segmento dos SUVs em alguns meses.
Comboio da picape Toro flagrado na BR-101. Lançamento será em fevereiro  - Thales Cabral/Divulgacao Comboio da picape Toro flagrado na BR-101. Lançamento será em fevereiro
A picape Toro, visualizada na foto acima, é o próximo modelo produzido na fábrica pernambucana e já mostra suas linhas por aqui. Publicada no Facebook do Vrum Nordeste (www.facebook.com/Vrumnordeste), a foto repercutiu entre os internautas: "Outro dia vi um comboio na avenida Conselheiro Aguiar", "Vi uma em teste na BR entre João Pessoa e Campina Grande", "A Oroch está com um olho na estrada e outro na Toro, briga das boas". E vai ser mesmo. Prevista para ser lançada em fevereiro de 2016, a Fiat Toro disputará mercado num segmento intermediário com a Renault Oroch. O site www.toro.com.br indica o tamanho do veículo: 4,915 metros e capacidade para cinco pessoas. O motor esperado é o 2.0 turbo diesel e o 1.8 e.torq, com opção de câmbio manual e dois tipos automáticos %u2013 6 ou 8 velocidades (diesel). O maior segredo são os preços, mas especula-se que custará de R$ 73 mil a R$ 120 mil.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
25 de julho de 2017
24 de julho de 2017
22 de julho de 2017